Saúde & Bem Estar

Controlando o estresse e a ansiedade através do Yoga

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Chandra DeRose, instrutora de Yoga, especialista em meditação de mindfulness, tira as principais dúvidas relacionadas à prática para o controle da ansiedade e estresse

Com ansiedade, estresse e outras complicações da vida moderna, é necessário encontrar alternativas naturais para alinhar mente e corpo. Como é o caso da Yoga, que é uma prática milenar que traz benefícios diversos.

Com a modernização das relações, sejam elas de cunho pessoal ou profissional, tem mudado com o avanço das tecnologias. Hoje recebemos um volume infinitamente maior de informações do que em outros tempos.

Assim, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), existem mais de 19 milhões de brasileiros convivendo com essa condição. Nesse sentido, a pesquisa ainda detalha que mulheres são mais afetadas.

Neste artigo, Chandra DeRose*, que é instrutora de Yoga e especialista em meditação de mindfulness, tira as principais dúvidas relacionadas à prática que ajuda no enfrentamento da ansiedade e do estresse. Boa leitura!

Quais são os primeiros passos para começar a praticar Yoga?

O primeiro passo é ter consciência que o seu corpo e a sua mente precisam de algum mecanismo para desacelerar. E essa não é uma exclusividade dos seres humanos. Afinal, até máquinas precisam de um tempo de descanso.

Pensando nisso, Chandra DeRose traz algumas dicas para quem quer iniciar a prática, acompanhe:

  1. Procurar um profissional: essa pessoa é qualificada para fazer as orientações e prestar a devida assistência para os indivíduos que desejam começar a Yoga.
  2. Encontrar uma metodologia: A modalidade precisa se encaixar naquilo que você busca para a sua vida. No Yoga existem inúmeros métodos e todos são ótimos, mas você irá se adaptar melhor mais com um específico do que com outros.

Também é necessário pontuar que parte do êxito na atividade está ligado ao profissional que irá instruir o aluno. A identificação entre professor e aluno é de grande importância para o sucesso da atividade.

Veja também: Pensando em praticar yoga? Veja algumas dicas para começar

Quais são os benefícios do Yoga para ansiedade e estresse?

“O Yoga é uma prática que engloba muitas técnicas e uma delas é a respiração. Por meio dessa ação, nós conseguimos mudar a resposta do nosso sistema nervoso autônomo. Nesse cenário, você consegue levar uma resposta de satisfação e bem-estar para o seu cérebro e consequentemente para o seu corpo”, afirma Chandra DeRose.

Isso faz com que tenha uma maior clareza de pensamentos, o que não ocorre quando há um impasse emocional como ansiedade e estresse. No entanto, é necessário pontuar que o Yoga não irá curar ansiedade e estresse.

Ele será um dos responsáveis por direcionar essa energia para uma posição que não seja danosa. Ainda é possível canalizar essas duas emoções para as atividades que devem ser desenvolvidas durante o seu dia.

Veja também: Oito benefícios que a prática do Yoga traz

Cada posição tem uma função ou todas possuem o mesmo objetivo?

As posições do Yoga são chamadas de asanas e existem mais de 2 mil variações da prática. É indicado que o instrutor trabalhe uma aula balanceada com o aluno de acordo com as necessidades daquele momento.

“Uma das propostas é fortalecer a estrutura física da pessoa, nessa situação, é possível trabalhar a força e o equilíbrio para aliviar as dores comuns do dia a dia. Com isso, existe uma melhoria considerável na qualidade de vida”, comenta a especialista.

Também é válido dizer que quando estamos com muita tensão mental, como medo, crise de pânico ou ansiedade, uma das respostas naturais do nosso corpo é ficar contraído, encolhido.

Com o desenvolvimento das posições de flexibilidade, é possível enviar um comando para a mente de que é seguro sair do estado de alerta.  Então, com essa implementação, é possível promover uma sensação de relaxamento.

Conforme vimos, existem cerca de 2 mil posições, mas aqui estão listadas algumas utilizadas pelos instrutores de Yoga para iniciantes:

  • Postura da montanha;
  • Postura da Cadeira;
  • Flexão para a frente;
  • Postura do Cachorro Olhando para Baixo;
  • Postura do Triângulo

O objetivo da prática é desenvolver o aluno fisicamente para que seja possível manter uma estrutura mental saudável e para que consiga canalizar emoções como estresse e ansiedade de forma que não atrapalhem a rotina profissional e pessoal.

Mas lembre-se, para uma maior efetividade na proposta do Yoga é necessário que seja instruído por um profissional qualificado para tal.

Veja também: Meditação: benefícios e tipos

Qual a relação entre Yoga e meditação?

A meditação veio do Yoga. Ou seja, ela é uma parte dele. Porém existe uma linhagem que promove a meditação de forma separada da prática inicial.

Entretanto, é necessário ressaltar que quando você alia as técnicas —  que seriam o conjunto completo do yoga — o momento de parar, respirar e olhar para dentro fica mais simples de ser feito e não um momento difícil.

Veja também: Mindfulness: cuidado com a mente

O exercício pode ser benéfico para essas crianças e jovens?

“Infelizmente a gente tem uma quantidade de jovens com muitos problemas relacionados às emoções, a falta de direcionamento e o yoga tem nos ajudado muito. Principalmente porque reaprendemos a respirar, a usar isso ao nosso favor. Esse ato não é uma coisa que a gente não aprende do dia a dia, então precisamos buscar a prática”, diz Chandra DeRose.

Quando existe uma abertura para a atividade, com um professor que encaixe com o aluno e usando uma metodologia que esteja dentro do escopo de escolhas do indivíduo, os benefícios conseguem ser sentidos logo na primeira aula.

A respiração tem função imperativa para nos manter vivos, fisicamente, mas ela também tem a função de alinhar corpo e mente. Aprender a respirar corretamente poderá ajudar os jovens e adultos a encontrar um lugar de relaxamento e amenizar crises de ansiedade e estresse.

Aqui vão algumas dicas da especialista, Chandra DeRose, para respiração e relaxamento. “Parar por alguns minutos, sem usar o telefone celular, diminuir a luz e deixar o ambiente silencioso com no máximo uma música de yoga para embalar a técnica. Nela você deve, simplesmente, contemplar o momento e respirar profundamente pelas narinas (inspiração e expiração). A inspiração deve expandir o abdômen baixo”, finaliza.

Veja também: Os benefícios da Yoga para crianças e adolescentes

*Chandra de Rose iniciou sua jornada no yôga ainda criança. Em 2001, aos 18 anos, formou-se em yôga e, desde então, é uma profissional que se dedica a transmitir as técnicas de forma clara aos seus praticantes, possuindo seu estilo próprio de conduzir as práticas, baseado em sua história de vida e em seu desenvolvimento dentro dessa filosofia. Seu objetivo é entregar ferramentas práticas para a concentração, respiração e meditação, aumentando assim a vitalidade e auxiliando na administração do stress e no alívio de dores e tensões do dia a dia.

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Dúvidas e Comentários

Espaço para que você possa deixar suas dúvidas e comentários, que serão respondidas pelos nossos Especialistas.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Artroscopia de Quadril: entenda o que a técnica cirúrgica pode tratar

Neste artigo, o Dr. Leandro Ejnisman, especialista em ortopedia e traumatologia, esclarece as principais dúvidas a respeito desse método inovador

Leia mais

Os benefícios da prática de natação pós Covid-19

A Dra. Giovanna Sperandio discorre a respeito desse assunto

Leia mais

Maio Amarelo: prevenção é a palavra-chave

Os médicos ortopedistas Dr. Pedro Baches Jorge e Dr. Bruno Takasaki Lee falam a respeito da prevenção de lesões causadas por má-postura ao volante

Leia mais