Esporte e Atividades Físicas

Lesões comuns em esportes de contato: como evitar e tratar

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Dicas para que você possa evitar as lesões mais comuns nos esportes de contato ou mesmo tratá-las quando necessário.

O universo dos esportes é vasto e com inúmeras possibilidades, desde as versões praticadas individualmente até os coletivos. Além disso existem também os esportes de contato, como algumas artes marciais e o futebol americano.

Por exigirem mais impactos entre os competidores, esses esportes podem trazer alguns riscos de lesões. Contudo, quando praticados com segurança, estas atividades podem contribuir com benefícios para a saúde física e mental.

O que são os esportes de contato?

Como o próprio nome dá a entender, os esportes de contato são aqueles que precisam de contato físico entre os competidores para serem realizados. Esses esportes normalmente exigem uma combinação de força, estratégia e habilidade.

Nessas modalidades, os contatos físicos entre os participantes têm o objetivo de marcar pontos, ganhar posições ou defender.

Entre os esportes de contato mais comuns podemos destacar:

Futebol

O nosso querido futebol é um exemplo de esporte de contato. Afinal, os jogadores de ambos os times podem se encontrar no campo em diversos momentos, com choques e outros tipos de contatos.

Futebol americano

Parte das grandes paixões dos norte-americanos, durante as partidas do futebol americano os jogadores precisam avançar pelo campo com uma bola em mãos, enquanto os defensores tentam pará-los, seja derrubando ou contendo o avanço com o próprio corpo.

Boxe

Talvez esse seja um dos esportes de contato mais praticados universalmente. Nas lutas de boxe os competidores tentam derrubar seus oponentes utilizando socos e outros golpes.

Jiu-Jitsu

Com o objetivo de vencer os adversários, nas lutas de jiu-jitsu os competidores precisam agarrar e controlar o oponente para ganhar pontos ou finalizar a luta com um golpe.

Lesões comuns em esportes de contato como evitar e tratar

Hóquei

Apesar de pouco praticado no Brasil, o hóquei também é um esporte de contato muito famoso. Durante a partida, os competidores patinam no gelo e usam tacos para controlar um disco — o objetivo é tentar marcar gols. O contato físico acontece ao longo de todo o jogo.

Veja também: Hapkido: o que é e quem pode praticar

Quais as lesões comuns em esportes de contato?

Por terem o contato físico como base para que possam ser praticados, os esportes de contato podem aumentar as chances do surgimento de algumas lesões. Mas existem opções para os atletas minimizarem as possíveis formas de se lesionar ou tratar de maneira eficaz.

Entorses e distensões musculares

Durante a prática dos esportes de contato, o atleta pode forçar mais algumas áreas específicas do corpo — seja para se defender ou atacar o adversário. Por isso, entre as lesões mais comuns nestas modalidades estão as entorses e distensões musculares.

Elas podem ocorrer devido a movimentos bruscos, impactos inesperados ou torções, causando lesões nos ligamentos, nos músculos e nos tendões.

A melhor forma de preveni-las é realizando os alongamentos necessários antes dos treinos ou competições. Além disso, o atleta também deve praticar exercícios com o foco em fortalecer o corpo e manter uma boa flexibilidade. As duas práticas ajudam a dar mais sustentação.

Em caso de lesões, é possível tratar com algumas estratégias, como:

  • Repouso;
  • Aplicação de gelo;
  • Compressão e elevação;
  • Reabilitação;
  • Fisioterapia.

Lesões na cabeça

Os esportes de contato também podem ser responsáveis por causar lesões na cabeça — principalmente em atletas de boxe e futebol americano. Essas lesões acontecem tanto em momentos específicos — dependendo do impacto — ou por um desgaste após anos de pancadas.

Os casos de lesões na cabeça acabam sendo mais delicados pois também estão relacionados ao surgimento de doenças neurológicas que afetam o sistema nervoso central. Os sintomas podem incluir fortes dores de cabeça, perda de memória e irritabilidade.

A melhor forma de evitar as lesões na cabeça é utilizando os equipamentos de proteção. O cuidado também para evitar choques desnecessários são um bom caminho a seguir.

No caso dessas lesões, o atleta deve procurar um médico imediatamente para monitorar o quadro e indicar as melhores formas de tratamento. O repouso e a reabilitação são fundamentais.

Lesões nos ossos

Nos esportes de contato físico é impossível fugir de choques com os adversários. Contudo, no calor da competição, o uso da força pode ser excessivo e causar lesões mais graves nos ossos — como fraturas de fêmur ou tíbia.

Essas lesões também podem ocorrer por conta da má execução de algum movimento, por isso é importante estar atento às técnicas durante os treinos e competições. Além disso, é preciso contar com uma dieta equilibrada para fortalecer os ossos e também praticar exercícios físicos para resistência.

Quando algum atleta lesiona algum um osso, o tratamento pode envolver imobilização ou até mesmo cirurgia. Em ambos os casos, o competidor precisará ficar longe dos treinos e competições durante um tempo.

Contusões

Se você já reparou em um lutador de boxe algumas horas depois de uma luta, já deve ter percebido a deformação em várias partes do corpo, principalmente nas regiões mais atingidas durante o combate.

Isso acontece por conta das contusões, que são as lesões em tecidos mais flexíveis e menos rígidos causadas pelo impacto direto. Nestes casos, os resultados são os inchaços, hematomas e dores pelo corpo. Para evitar estas lesões, o atleta deve utilizar os equipamentos adequados de proteção.

O tratamento é mais simples do que nos exemplos citados anteriormente. As lesões podem ser tratadas com repouso, aplicação de gelo e medicamentos para a dor.

Em resumo, para prevenir lesões causadas pelos esportes de contato, os atletas devem:

  • Usar equipamento de proteção adequado — como capacetes, protetores bucais, coletes, entre outros;
  • Realizar um bom aquecimento antes do treino ou competição;
  • Fortalecer os músculos e trabalhar na flexibilidade;
  • Desenvolver e aprimorar técnicas e habilidades específicas do esporte praticado;
  • Manter uma boa nutrição e hidratação para promover a saúde dos ossos e tecidos.

Além disso, antes de iniciar um esporte de contato — principalmente pessoas amadoras — é necessário estar ciente dos riscos que envolvem a modalidade escolhida. Lembrando que os atletas devem receber acompanhamento de profissionais preparados para conduzir os treinamentos.

Ainda assim, caso ocorra uma lesão, o melhor a se fazer é procurar imediatamente pelo atendimento médico para um diagnóstico e indicação do tratamento adequado.

 

Veja também: Krav Magá: entenda a modalidade

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Veja também

Especialista explica como a fisioterapia pélvica auxilia a incontinência urinária em homens e mulheres

Estima-se que a incontinência urinária atinja cerca de 45% das mulheres e 15% dos homens acima de 40 anos

Leia mais

22 de Julho – Dia Mundial do Cérebro

4 dicas para fortalecer a saúde do seu cérebro

Leia mais

A Importância da Amizade: Perspectivas de Especialistas

No dia da amizade vale enaltecer sua importância e o impacto no nosso dia a dia.

Leia mais