Esporte e Atividades Físicas

Benefícios de praticar exercícios ao ar livre

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Os principais benefícios de treinar ao ar livre e quais cuidados você deve ter quando opta pela prática.

Exercícios ao ar livre: já pensou no prazer de cuidar da saúde respirando ar puro e tendo contato com a natureza? A rotina de atividades físicas dentro de locais fechados, muitas vezes, desanima os praticantes. É natural que o tédio chegue principalmente para quem gosta da sensação de novidade a cada treino.

Além de exercitar o corpo, as atividades ainda proporcionam momentos de lazer. Mas é importante ter cuidado, os treinos em locais abertos não podem ser feitos de qualquer forma.

Por que praticar exercícios ao ar livre?

No geral, a prática de exercícios físicos melhora o condicionamento físico, a manutenção do funcionamento do corpo e o bem-estar. Por isso, ter uma rotina saudável envolve também manter o corpo em movimento.

Estes benefícios podem ser aproveitados por qualquer pessoa — seja em locais fechados ou abertos — que opte por realizar atividades físicas conforme a realidade de cada um. Então, por que escolher exercícios físicos ao ar livre?

Além de todos os benefícios citados acima, treinos dessa natureza permitem que nosso corpo entre em contato com o ambiente e todos os seus organismos. Como resultado, podemos renovar as energias com a sensação de liberdade.

Do ponto de vista científico, a prática de exercícios em locais abertos também estimula a produção de vitamina D por meio da exposição ao sol. Ela é responsável por regular a absorvição do cálcio e fósforo pelo no organismo, mantendo o cérebro funcionando e fortalecendo ossos e músculos também.

Benefícios de praticar exercícios ao ar livre

Quais são os principais benefícios de treinar ao ar livre?

O estímulo para a produção de vitamina D já é um grande benefício de praticar atividades físicas ao livre, mas não é o único. Listamos outras vantagens que você deve levar em consideração ao escolher treinar em ambientes abertos. Veja só:

Maior gasto calórico

Existem atividades físicas praticadas ao ar livre — como corrida em terrenos irregulares ou trilhas — que contribuem na perde de calorias. Esses exercícios, feitos em ambientes externos, trazem um desafio a mais justamente por serem realizados em locais que exigem diferentes adaptações.

Por exemplo, correr na esteira ajuda a queimar calorias, certo? Contudo, o seu nível de corrida vai ser praticamente o mesmo — o máximo que você poderá fazer é aumentar a velocidade ou inclinação do aparelho.

Entretanto, ao correr ao livre, você executa outros movimentos durante o exercício. Até mesmo para subir em locais elevados ou fazer esforço para controlar a descida em uma ladeira. Sendo assim, o gasto calórico pode se tornar muito maior em ambientes externos e mais estimulante.

Veja também: Como lidar com dores musculares pós-exercício

Melhora no humor

A natureza tem um efeito relaxante, não podemos negar. Por isso, a prática de exercícios físicos ao ar livre também está relacionada à melhora do humor e do estresse. Quando estamos na rua temos a oportunidade de sentir o vento, encontrar belezas naturais e se sentir parte daquele ambiente.

Somado a prática da própria atividade física, isso possibilita que o nosso corpo libere as endorfinas que contribuem para o sentimento de felicidade e bem-estar. A exposição à natureza tem impacto também na saúde mental, ajudando a reduzir níveis de ansiedade e depressão.

Mas tenha em mente, cada pessoa sente um impacto diferente, dependendo das suas preferências e experiências nas mais diversas situações.

 

Dinamismo e motivação

Treinar em diferentes ambientes externos faz com que a rotina de exercícios tenha sempre uma variedade. Esse dinamismo faz com que os treinos sejam mais interessantes e, consequentemente, trazem mais motivação para quem está buscando manter hábitos saudáveis.

Afinal, caminhar, correr, andar de bicicleta ou praticar esportes em ambientes naturais pode ser mais estimulante do que fazer exercícios em ambientes fechados. Sair da “selva de pedra” e buscar a natureza pode ser revigorante.

 

Socialização

As atividades ao ar livre permitem que você conheça outras pessoas e até mesmo firme amizades importantes. É uma oportunidade para encontrar alguém que tenha afinidades com aquele ambiente, como você.

Como normalmente você vai encontrar com diferentes pessoas, ainda é uma chance de desenvolver a comunicação e outras habilidades sociais. Sem contar a diversidade de exercícios físicos externos que podem ser feitos em grupo. Contribuindo para a criação e o fortalecimento de uma comunidade.

Veja também: Entenda a importância do equilíbrio entre atividade física e descanso

Quais exercícios praticar ao ar livre?

Existem vários exercícios que podem ser praticados ao ar livre. O importante é escolher uma atividade que seja prazerosa e gere identificação. Conhecer os limites do corpo é indispensável. Não selecione uma atividade física que pode piorar ou trazer algum problema de saúde.

Entre as atividades que você pode praticar ao ar livre, destacamos:

  • Caminhada;
  • Corrida;
  • Treino funcional;
  • Ciclismo;
  • Ioga;
  • Treinos de corda;
  • Subir escadas;
  • Futebol;
  • Vôlei de praia.

Essas são apenas algumas atividades que podem ser desenvolvidas dentro das práticas que usam a natureza como cenário principal. Existem diversas iniciativas que proporcionam uma integração com a localidade em que está inserido.

Veja também

Cuidados ao fazer treinos ao ar livre

Apesar de todos os benefícios desfrutados por quem opta por realizar atividades em ambientes externos, nem tudo é só vantagem. Existem cuidados primordiais para garantir a segurança, saúde e bem-estar das pessoas que incluem as atividades ao ar livre dentro da rotina.

 

Escolha um local seguro

Um dos pontos mais importantes é escolher lugares seguros. Seja um parque, praia, praça ou pista de atletismo, busque um local no qual você possa realizar seus exercícios sem medo. Isso também inclui a necessidade de ter o mínimo de suporte para realizar o treino.

Por exemplo, se você escolher pedalar, é essencial fazer a atividade em uma ciclo-faixa. Evite também lugares muito escuros ou com pouca movimentação.

 

Use os equipamentos adequados

Dependendo da atividade, use equipamentos de segurança — como capacete para andar de bicicleta ou patins, joelheiras e cotoveleiras. Não esqueça também de passar o protetor solar para proteger a pele dos danos causados pela radiação ultravioleta.

Opte também por roupas leves, mas que cubram áreas expostas ao sol. Use um chapéu e óculos de sol para proteger o rosto e os olhos. Também é importante estar sempre hidratado, para isso, esteja sempre com a sua garrafinha de água.

 

Leve um recurso de identificação

Sempre carregue um celular em caso de emergência ou uma pulseira de identificação com informações médicas relevantes. Esteja atento também aos sinais do corpo e não ultrapasse os limites para esforço físico.

Seja para atividades físicas internas ou externas, também é sempre importante contar com o suporte de um profissional. Isso evita que você se lesione e permite um maior aproveitamento dos benefícios trazidos pela atividade física.

Lembre-se também que consultar um médico antes de iniciar qualquer programa de exercícios pode servir para garantir que você está escolhendo as atividades mais adequadas para o seu perfil e condicionamento físico. Não se coloque em risco, consulta o seu médico!

Veja também: Água e as atividades físicas

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Dúvidas e Comentários

Espaço para que você possa deixar suas dúvidas e comentários, que serão respondidas pelos nossos Especialistas.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Ansiedade Noturna: Psicólogo ensina estratégias para lidar com preocupações durante o sono

Descubra os sinais, origens e métodos para lidar com esse desafio

Leia mais

SBACV alerta para aumento expressivo de trombose venosa no Brasil e responde se há correlação com a vacinação de COVID-19

Sociedade reforça importância de campanhas de conscientização no país

Leia mais

Revolução silenciosa: 38% dos afastamentos nas empresas são por motivos relacionados à saúde mental

O aumento significativo é atribuído a vários fatores, incluindo o impacto contínuo da pandemia e mudanças rápidas no ambiente de trabalho

Leia mais