Esporte e Atividades Físicas

Como lidar com dores musculares pós-exercício

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Saiba a maneira certa de lidar com as dores depois do treino sem deixar que elas sejam motivo para desânimo durante sua busca por uma vida mais saudável.

Quem nunca começou a vida fitness com muita empolgação e logo após o primeiro dia sentiu dor por todo o corpo? Caso você se identifique com essa história, saiba que não está sozinho.

A dor que atinge o corpo depois das atividades físicas é conhecida como dor muscular de início tardio. Ela é uma resposta natural do corpo e acontece como parte do processo de recuperação do organismo.

Mas calma, isso não significa que você deve abandonar os exercícios físicos ou vai sempre sentir dores. Neste artigo, vamos explicar como a dor muscular pós-treino acontece e em que momento ela pode ser preocupante.

 

Por que sentimos dores musculares pós-treino?

A dor muscular pós-treino é conhecida como DMIT, sigla que significa dor muscular de início tardio. Até aqui tudo bem, certo?

Mas afinal, o que causa essa dor? É possível sentí-la mesmo tendo uma rotina recorrente de exercícios físicos?

Respondendo a primeira pergunta, a dor muscular pós-treino acontece porque exigimos um esforço do nosso corpo acima do normal. Ou seja, quando começarmos a praticar exercícios físicos, estimulamos o nosso corpo a praticar alguns movimentos além do que ele está acostumado.

Contudo, é importante lembrar que a dor muscular de início tardio não acontece apenas para os iniciantes na prática de exercício físico. Ela também pode ser sentida quando trocamos a rotina de treino, modificando as cargas ou as séries de exercícios.

Por isso, respondendo a segunda pergunta, é possível sentir a DMIT mesmo quando a pessoa já está ativa há um tempo na prática de exercícios.

 

As dores pós-treino são normais?

As dores pós-treino podem ser normais, mas é preciso ter atenção. Normalmente o desconforto muscular dura em média três dias. Após esse período, a persistência do incômodo pode representar uma lesão.

Nesse caso, o que fazer? Se a dor persiste por mais de três dias e impede a realização de atividades diárias, o melhor caminho é procurar ajuda médica.

Além disso, não continue praticando os treinos caso esteja sentindo dores acima do normal, pois você pode acabar machucando ainda mais o músculo.

Como lidar com dores musculares pós-exercício

O que fazer para evitar as dores musculares pós-treino?

Existem algumas práticas que ajudam a evitar as dores musculares pós-treino, inclusive para quem já está treinando há mais tempo.

Algumas práticas nesse processo, são:

  • Aquecimento: preparar o corpo antes das atividades físicas é um passo fundamental para evitar lesões e diminuir as chances de dores pós treino. Por isso, sempre prepare seus músculos e articulações para realizar o esforço físico;
  • Progressão gradual: para evitar as dores musculares pós treino lembre-se de fazer a progressão de carga gradualmente. Não queira pegar pesos além do seu nível atual de condicionamento físico;
  • Descanse: permitir que seu corpo tenha um tempo adequado de recuperação é muito importante para não sofrer com tantas dores depois de praticar exercícios físico. Esses momentos de descanso são importantes para os músculos se recuperarem e se fortalecerem;
  • Alongamento após o treino: realize sessões de alongamento suave após o treino para ajudar a relaxar os músculos e evitar que eles fiquem muito tensos;
  • Técnica correta: Certifique-se de executar os exercícios com a técnica correta para evitar sobrecarregar músculos específicos e reduzir o risco de lesões.

Veja também: 5 estratégias para manter a motivação nos treinos

Como aliviar as dores pós-treino?

Verdade seja dita, nem sempre é possível evitar as dores musculares depois das atividades físicas. Seria um sonho se fosse, mas como diz a célebre frase do mundo fitness, “no pain, no gain” (sem dor, sem ganho).

Brincadeiras à parte, a dor pós-treino possivelmente é uma realidade com a qual você vai conviver.

Por isso, além de saber como prevenir as dores musculares, você também deve conhecer algumas técnicas para aliviar as dores pós-treinos e não atrapalhar sua rotina de exercícios.

Confira algumas dicas que podem ajudar:

 

Deixe que seu músculo se recupere

Atividades físicas de alta intensidade são responsáveis por provocar estresse nas fibras musculares, por isso as dores acontecem.

Isso significa que você vai sempre sentir dores? Não! Para que isso não aconteça, é importante que você dê tempo para os seus músculos se recuperarem.

Quando pegamos uma ficha de treino  é comum que os dias de treinos sejam divididos por grupos musculares. Um dia você treina superiores e no outro inferiores, por exemplo. Esse revezamento é importante para que os músculos descansem.

Se todos os dias você treinar membros inferiores, você vai sobrecarregar esses músculos e consequentemente sentir dores além das que são comuns no início dos treinos.

É simples, descanse e evite lesões!

 

Banho frio ou compressas geladas

Uma outra opção para aliviar as dores musculares pós-treino é tomar um banho frio ou utilizar compressas geladas para reduzir inflamações e desconfortos.

O gelo é importante pois possui uma ação anti-inflamatória, atuando como analgésico natural. Isso acontece porque a baixa temperatura contrai os vasos sanguíneos e diminui a circulação do sangue.

Mas lembre-se, o banho frio ou compressas geladas só funcionam para aliviar as dores pós-treino se forem usados logo depois dos exercícios físicos.

Afinal, se você deixar para utilizá-los no dia seguinte o processo inflamatório já vai ter se instalado. Ou seja, nem o banho ou o gelo surtirão efeito.

 

Massagem

As massagens são excelentes formas de aliviar as dores causadas pelos treinos. Elas trazem relaxamento e ajudam a aliviar as tensões musculares que causam os desconfortos, aumentando a circulação do sangue.

Adotar técnicas de massagem também possibilita que as células sejam nutridas. Esse processo faz com que as fibras musculares se recuperem mais rápido e as dores no corpo sejam minimizadas.

 

Pratique atividades mais leves

Se você está sentindo um desconforto muscular muito grande, não é prudente seguir uma rotina de treinos pesados. Por isso, no caso de dores mais intensas, é recomendado praticar atividades mais leves, como a caminhada.

Se mesmo assim as dores continuarem, o melhor é parar os exercícios físicos por alguns dias e retornar gradativamente assim que seus músculos estiverem mais recuperados.

A única coisa que não vale é desistir dos exercícios físicos! As dores são momentâneas, mas os benefícios da prática regular de atividades físicas são incontáveis.

Lembre-se: quanto mais resistência seus músculos ganharem, menores serão as dores com o passar do tempo.

 

Veja também: Descanso pós treino

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Veja também

A relação entre a obesidade e a depressão é complexa e multifacetada

A complexa interligação entre obesidade e depressão destaca-se por fatores biológicos, estresse, estigma social, estilo de vida e a gestão desafiadora da saúde, exigindo abordagens holísticas para um bem-estar completo.

Leia mais

Suplementos: Quando se deve usar no dia a dia? Confira as indicações e a importância deles

Dra. Sylvia Ramuth do Emagrecentro explica quais os tipos de suplementação e cuidados para o uso

Leia mais

Jiu Jitsu além do esporte: conheça a arte marcial com benefícios mentais

Esporte de origem japonesa que contém uma série de vantagens para o corpo e alma

Leia mais