Esporte

Começam as Olimpíadas 2021

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar | 5 min

Em meio à pandemia de Covid-19, atletas precisam de cuidados extras durante as competições

Ainda que a realização das Olímpiadas de Tóquio neste ano tenha ficado incerta por um tempo, devido à pandemia de Covid-19, o evento pôde seguir e terá início no dia 23/07. Os jogos ocorrem pela primeira vez em meio a uma crise sanitária e, por isso, alguns cuidados extras deverão ser tomados, para garantir a segurança dos cerca de 11 mil atletas. Algumas medidas sanitárias foram adotadas, como:

• Ausência de público em várias competições
• Permissão somente para residentes do Japão assistirem aos jogos
• Uso de máscara por todos os torcedores durante o evento todo
• Atletas também deverão usar máscaras, com exceção durante as provas
• Uso apenas de veículos olímpicos dedicados aos atletas
• Testes serão feitos nos jogadores que estão chegando no país

Além do ponto de vista dos protocolos sanitários, o acontecimento das Olimpíadas após mais de um ano e meio da pandemia no mundo, traz questões sobre a condição dos atletas. “Um esportista profissional, para manter a performance elevada, precisa de dedicação e treino constante. Somente desta forma, é possível atingir o máximo do rendimento”, diz o Dr. Pedro Baches Jorge, ortopedista e Médico do Esporte da Clínica SO.U.

Com a interrupção dos treinos por períodos longos como medida de segurança, o médico alerta que é possível haver perda de rendimento e que é preciso ter mais atenção para evitar lesões. “Sem dúvida, períodos de inatividade podem diminuir a performance. Então, o ideal, é que, tanto profissionais, quanto amadores, busquem voltar gradativamente ao ritmo. E é muito importante o acompanhamento e orientação de um especialista neste processo, para que não haja nenhum trauma grave”, afirma.

No caso destes atletas que tiveram de se preparar, por vezes, às pressas para estarem nos Jogos Olímpicos, existe alguma diferença quanto à recuperação do rendimento? Dr. Pedro explica que eles podem contar com um forte aliado neste processo: a memória muscular. “Aqueles que mantêm o hábito de atividades físicas adaptam o corpo ao treinamento e conseguem ativar esse recurso. E a memória é melhor quanto maior o nível do treinamento. Ou seja, espera-se que atletas profissionais, que muitas vezes praticam desde muito jovens, precisem de menos tempo para recuperar o desempenho, força, massa muscular e condicionamento”.

Assim, certamente é possível esperar boas competições nestas Olímpiadas e belos resultados, ainda que durante um período tão desafiador.

 

*Dr. Pedro Baches Jorge é médico Ortopedista, especializado em Joelho e Medicina do Esporte. Fundador do Núcleo de Medicina do Esporte do Hospital Sírio Libanês e Membro do Grupo de Trauma Esportivo da Santa Casa de São Paulo. Diretor Científico da Sociedade Brasileira de Artroscopia e Trauma do Esporte (SBRATE) e Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ). Clínica SO.U – Unidade Bela Vista – R. Barata Ribeiro, 398 – 3º andar – Bela Vista, São Paulo – SP, 01308-000 – Tel.: +55 (11) 3258-1706

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Dúvidas e Comentários

Espaço para que você possa deixar suas dúvidas e comentários, que serão respondidas pelos nossos Especialistas.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Dia Universal do Doador de sangue

A hematologista Dra. Maeva Seo Gomes Pinto Fonseca, fala a respeito da importância de ser um doador de sangue

Leia mais

A importância da Vacina no combate a covid 19 e outras doenças

O médico Marcelo Aun traz informações sobre as vacinas e a sua importância no combate a doenças diversas

Leia mais

Plantão #20 – Termografia: Verdades e Mitos

Especialista esclarece verdades e Mitos sobre Termografia e conta sobre os avanços e possibilidades que a tecnologia oferece.

Leia mais