Saúde & Bem Estar

Cirurgia Robótica não substitue o Médico

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Será que um Robô consegue realmente fazer a Cirurgia? Não! A robótica é uma ferramenta incrível, mas quem opera são os médicos!

A grande vantagem da cirurgia robótica é a visão em 3 dimensões com alta definição, um procedimento delicado, no qual permite que o médico faça a cirurgia sentado, com uma visão extraordinária e com movimentos precisos.

A alta tecnologia faz com que a operação se torne muito mais segura. O paciente tem uma recuperação rápida, confortável e por isso consegue retornar com mais facilidade à rotina.

 

Segundo o médico Bariátrico, DR. GUILHERMINO NOGUEIRA, especialista em cirurgia Robótica o tratamento da obesidade consiste em dois pilares inovadores: no cuidado humano e individualizado e na melhor tecnologia que existe para trazer segurança e eficiência nos procedimentos.

O desafio da simplicidade como os profissionais conduzem o processo de emagrecimento, fazendo da cirurgia um milagre, além de tratar as pessoas de forma automatizada.

Cirurgias Robóticas Não Substituem O Médico

©Ekkasit919 via Canva.com

COMO É FEITA A CIRURGIA BARIÁTRICA

Ela corrige os desequilíbrios hormonais. Altera o estômago e o intestino, dessa maneira melhora o metabolismo, controla a fome e traz uma sensação de saciedade.

É uma cirurgia metabólica, onde o paciente passa por uma mudança no aparelho digestivo, que promove alterações na produção de hormônios gastrointestinais, que estão diretamente envolvidos no controle da fome, da saciedade e do gasto energético. Eles possuem uma conexão entre o trato gastrointestinal e os núcleos cerebrais.

Feitas essas alterações anatômicas, isso impacta diretamente a relação hormonal e quando alterada, se modifica a mensagem a nível cerebral, o que causa a diminuição da fome e melhora do metabolismo.

É feita uma restrição fisiológica. Quando o alimento entra no estômago pequeno e passa de maneira mais rápida para o intestino, o alimento toca em uma área do intestino, onde se produzem os hormônios que são os mensageiros do cérebro e modificam a sensação de fome e saciedade. Por isso o paciente não tem mais vontade de comer compulsivamente.

Veja também: Os desafios diários da pessoa obesa: uma jornada além do peso

MITOS SOBRE A CIRURGIA BARIÁTRICA

Cirurgia bariátrica não funciona porque o estômago fica pequeno e muito menos porque deixa de absorver o nutriente. Ainda existem muitas dúvidas em torno da obesidade e a cirurgia bariátrica.

Alguns desses “mitos” levaram trinta anos para a ciência descobrir.

Durante décadas a medicina tratou os pacientes obesos, como se fossem gulosos e preguiçosos! Os médicos indicavam para o tratamento, a diminuição da alimentação e prática de exercícios físicos.

Mas em 2013 a medicina foi capaz de entender que a obesidade de fato é uma DOENÇA!

As pessoas que se tornam obesas tem um desequilíbrio hormonal!!!

Nos últimos dez anos muita coisa mudou, inclusive o procedimento da cirurgia bariátrica.

Antigamente era considerada uma forma drástica para pessoas que estavam com extremo sobrepeso. Então era feita a diminuição do estômago para causar a não absorção do que ele comia e restringir a quantidade de alimento.

Mas agora com os conhecimentos avançados da medicina sobre os hormônios, sobre a obesidade ser uma doença, o procedimento cirúrgico da bariátrica tornou-se muito mais fisiológico e acessível para tratar os pacientes com essa enfermidade.

Fonte: Dr. Guilhermino Nogueira,é um dos principais cirurgiões bariátricos do Brasil, especializado em cirurgia robótica.

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Dúvidas e Comentários

Espaço para que você possa deixar suas dúvidas e comentários, que serão respondidas pelos nossos Especialistas.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

5 Dicas para as empresas colaborarem com ambientes de trabalho mais saudáveis

Estudo mostra que 33% dos funcionários brasileiros têm algum tipo de transtorno mental

Leia mais

O que fazer ao encontrar dificuldades no acesso a tratamentos de saúde? Entenda!

A advogada Renata Frias, especialista em Direito da Saúde explica sobre a situação que atinge muitos brasileiros

Leia mais

Estrabismo: entenda a condição e a importância do diagnóstico ainda na infância

Comportamentos específicos podem denunciar que há́ desalinhamento entre os olhos nos primeiros anos de vida. A boa notícia é que há́ possibilidade de cura até́ os 8 anos de idade

Leia mais