Alimentação & Nutrição

Alimentos que ajudam na recuperação muscular pós-treino: Conheça os principais!

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Conheça a importância da alimentação no processo de recuperação alimentar e apresentar alguns alimentos que você pode incorporar na sua rotina.

Para as atividades físicas gerarem resultados pós-treino, a alimentação é tão importante quanto os momentos dedicados à prática de exercícios. É durante esse período que nosso corpo faz a recuperação muscular repondo as energias necessárias para o desenvolvimento dos músculos.

Uma das formas de ter uma boa recuperação pós-treino é estabelecer momentos de descanso para o seu corpo. Mas essa não é a única prática importante nesse processo.

Além de repousar, a alimentação adequada também é uma parte essencial para recuperar os músculos e ficar pronto para o dia seguinte de treinamentos.

Alimentos que ajudam na recuperação muscular pós-treino Conheça os principais!

Por que a alimentação é importante na recuperação muscular?

A alimentação é responsável por fornecer os nutrientes necessários para o nosso corpo poder realizar a recuperação muscular pós-treino.

Por meio da ingestão de proteínas, carboidratos, gorduras saudáveis, vitaminas e minerais conseguimos restabelecer as reservas de energia, reduzir o estresse oxidativo e fortalecer o sistema imunológico.

Isso acontece da seguinte forma:

 

Reparação e síntese proteica

As proteínas são substâncias que constroem os tecidos musculares. Durante a prática de exercícios físicos as proteínas musculares são quebradas para fornecer energia e sustentar o esforço físico.

É durante a alimentação que o corpo adquire os aminoácidos necessários para reparar e sintetizar as proteínas. Sendo assim, esse processo é fundamental para a recuperação muscular pós-treino.

 

Reparação dos tecidos conectivos

Os tecidos conectivos — como tendões, ligamentos, articulações, dentre outros — têm a função de sustentar, unir e proteger diferentes estruturas do organismo.

No entanto, durante os exercícios físicos esses tecidos recebem uma grande sobrecarga. Sendo assim, dietas ricas em nutrientes — como colágeno, vitamina C e zinco — ajudam a reparar esses tecidos, garantindo melhor desempenho do corpo nas atividades.

 

Melhora da imunidade e diminuição de inflamações

As atividades físicas podem causar inflamações temporárias nos músculos. Com uma dieta equilibrada é possível reduzir esse processo inflamatório e de quebra fortalecer o sistema imunológico.

Dessa forma, o organismo fica muito mais resistente e a recuperação muscular acontece de maneira mais rápida e eficaz.

 

Reposição do glicogênio

O glicogênio é a forma de armazenamento de glicose nos músculos e fígado. Ou seja, ele libera a quantidade de energia necessária para a realização dos treinos e exercícios físicos.

Como utilizamos essa energia durante os treinamentos, a reposição do glicogênio após as atividades físicas é importante para abastecer a reserva de energia do nosso corpo.

A maneira de fazer isso é através do consumo de carboidratos. Eles vão ajudar a manter os níveis de glicogênio dentro do necessário, permitindo que os músculos se recuperem com mais rapidez.

 

Quais alimentos ajudam a recuperar os músculus pós-treino?

Agora que você já conhece a importância da alimentação para uma correta recuperação muscular pós-treino, chegou a hora de descobrir alguns alimentos que vão te ajudar nesse processo.

Lembrando que as possibilidades de alimentos são inúmeras. Por isso é importante contar com o direcionamento de um profissional para ter um plano alimentar adequado para os objetivos.

De maneira geral, confira alguns alimentos que devem fazer parte da sua alimentação.

Veja também: Entenda a importância do equilíbrio entre atividade física e descanso

1.      Ovos

O ovo é um excelente alimento para recuperação muscular pós-treino pois é considerado uma das fontes de proteínas mais completas. Ou seja, ele contém todos os aminoácidos necessários para o organismo.

Sendo assim, ele estimula a recuperação muscular e ajuda na reparação dos tecidos danificados durante os exercícios físicos.

Outras fontes de proteínas que podem ser ingeridas pós-treino, são:

  • Carne magra;
  • Leite e produtos lácteos;
  • Leguminosas;
  • Nozes e sementes;
  • Suplementos de proteína — como o whey.

 

2.      Aveia

A aveia é uma ótima fonte de carboidrato para recuperar as energias pós-treino e ajudar no processo de recuperação muscular. Ela também é rica em fibras, minerais e vitaminas.

Uma forma de consumir aveia após os treinamos é combiná-la com frutas, como mamão, maçã ou banana.

Outros alimentos ricos em carboidratos para consumir no pós-treino, são:

  • Batata-doce;
  • Arroz, pão e massas integrais;
  • Quinoa

 

3.      Vitamina C

Alimentos ricos em vitamina C ajudam a possuem efeitos antioxidantes para combater o estresse oxidativo causado pelos exercícios intensos.

Além disso, a vitamina C também atua na síntese do colágeno, uma proteína importante na estrutura dos tecidos conjuntivos, incluindo os tendões e ligamentos.

Sendo assim, alimentos como morangos, pimentão, brócolis, couve e frutas cítricas — laranja, limão e kiwi — são ótimas opções para manter os níveis de vitamina C dentro do esperado e auxiliar no processo de recuperação muscular.

Outras vitaminas que também são importantes para a manutenção da saúde e recuperação muscular, são:

  • Vitamina E: protege as células do efeito oxidativo;
  • Vitamina D: auxílio na absorção do cálcio;
  • Vitamina A: melhora o sistema imunológico;
  • Vitamina B: atua no metabolismo energético e síntese de proteínas.

 

4.      Gorduras saudáveis

As gorduras saudáveis também são importantes no processo de recuperação pós-treino. Elas ajudam na reposição de vitaminas lipossolúveis — se acumulam no fígado e na gordura do corpo — e na regulação hormonal.

Entre os alimentos ricos em gorduras saudáveis que podem ser inseridos na sua rotina de alimentação, podemos destacar:

  • Abacate: Fonte de gorduras monoinsaturadas e ômega-3. Ajudam a reduzir a inflamação e promover a recuperação muscular.
  • Amêndoas, nozes e sementes: Ajudam na recuperação muscular e fornecem energia ao corpo.
  • Óleo de coco: Contém triglicerídeos de cadeia média (TCMs), que são rapidamente absorvidos e podem fornecer uma fonte de energia prontamente disponível.
  • Manteiga de amendoim ou pasta de amêndoas: Contém gorduras saudáveis e proteínas, podendo ser uma ótima adição a smoothies ou lanches pós-treino.

 

5.      Alimentos ricos em minerais

Por fim, também é importante inserir alimentos ricos em minerais. Eles têm papel importante nas funções metabólicas e reparação do corpo.

Você pode ingerir alimentos como:

  • Banana;
  • Espinafre;
  • Batata doce;
  • Brócolis;
  • Frutos do mar.

Lembre-se: os bons resultados dos exercícios físicos envolve uma combinação de fatores. Unindo atividades, alimentação equilibrada e período de descanso, os seus objetivos serão mais viáveis. Sempre que possível conte com o auxílio de profissionais

Veja também: Conheça os alimentos ricos em antioxidantes e quais os efeitos deles na saúde

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Veja também

Pesquisa da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular revela aumento de óbitos por AVC em relação ao IAM

O AVC é uma das principais causas de morte no mundo.

Leia mais

Anualmente, 40% das pessoas idosas sofrem quedas

Idade avançada é sinal de alerta para fratura vertebral

Leia mais

Dia do Homem: Urologista explica importância de tratamento inovador para problemas na próstata

Seis em cada 10 homens no Brasil só procuram um médico quando os sintomas estão insuportávei

Leia mais