Ginecologia e Saúde Feminina

Uso do absorvente interno para mulheres virgens

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Cuidados que você precisa ter antes de optar pelo uso de absorvente interno quando se é virgem.

O absorvente interno pode ser usado pela maioria das mulheres, mas não necessariamente por todas, devido às variações no formato do hímen. Alguns tipos de hímen, como o anular, são mais fechados e podem se romper com o uso do absorvente interno.

É importante entender que o absorvente interno entra de um determinado tamanho e sai mais volumoso, justamente devido ao fluxo menstrual. Dessa forma, isso pode forçar a entrada do hímen, fazendo com que ele se rompa.

Certamente algumas mulheres não vão se importar com esse rompimento, mas para outras isso pode gerar desconforto. O hímen, essa pequena membrana do canal vaginal, ainda é cercado de mitos, tabus e fantasias ligadas à perda ou não da virgindade.

Uso do absorvente interno para mulheres virgens

©Изображения пользователя Asia Evtyshok via Canva.com

O fato é que existem os mais elásticos, outros que nem se rompem e até mesmo casos em que inexistem.

O seu rompimento pode ou não estar ligado às primeiras experiências sexuais, independentemente da penetração.

Se ocorrer sangramento devido ao rompimento do hímen durante o uso do absorvente interno enquanto a mulher estiver menstruada, ela pode não perceber esse acontecimento. No entanto, essas informações são essenciais para as mulheres que se preocupam com a possibilidade de rompimento do hímen.

Há como descobrir que tipo de hímen possuímos? É possível descobrir realizando algumas ações simples. Uma opção é tentar olhar no espelho enquanto realiza uma força de expulsão ou uma força de Valsalva para tentar identificar o tipo de hímen.

Outra maneira é inserir um dedo (o indicador) e verificar se há alguma resistência ou se o hímen parece um pouco mais aberto. Se houver resistência ao inserir o dedo, é provável que seja um hímen mais fechado.

O hímen anular, como mencionado acima, é mais fechado e o mais comum entre as mulheres, mas mesmo ele tem variações. Alguns são mais fechados e outros mais abertos.

No caso dos mais fechados, se a mulher tentar colocar o absorvente interno, pode haver o rompimento.

Veja alguns exemplos de variações do hímen:

image-of-the-hymen

Créditos de imagem: LybrateNa minha prática clínica, tenho observado vários tipos de hímens em minhas pacientes virgens. Percebo que cada paciente apresenta um tipo específico de hímen, sendo que algumas têm hímens mais abertos e, portanto, podem usar absorventes internos.

Portanto, antes de tentar usar um absorvente interno pela primeira vez, é aconselhável informar-se melhor e ter mais cuidado para evitar um possível rompimento, se assim desejar.

Fonte: Débora Pádua é Fisioterapeuta Pélvica especializada no tratamento de disfunções sexuais. A Clínica Débora Pádua é a primeira clínica no Brasil Especializada no Tratamento de Vaginismo, Dispareunia e Vulvodínia com a sua matriz localizada em São Paulo, filial em Campinas e atendimento online

Veja também: Dor na relação: 15% da população feminina sofre com dor na relação

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Veja também

A relação entre a obesidade e a depressão é complexa e multifacetada

A complexa interligação entre obesidade e depressão destaca-se por fatores biológicos, estresse, estigma social, estilo de vida e a gestão desafiadora da saúde, exigindo abordagens holísticas para um bem-estar completo.

Leia mais

Suplementos: Quando se deve usar no dia a dia? Confira as indicações e a importância deles

Dra. Sylvia Ramuth do Emagrecentro explica quais os tipos de suplementação e cuidados para o uso

Leia mais

Jiu Jitsu além do esporte: conheça a arte marcial com benefícios mentais

Esporte de origem japonesa que contém uma série de vantagens para o corpo e alma

Leia mais