Esporte e Atividades Físicas

E-Sports: Dicas para se manter saudável durante a prática

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

A prática de esportes eletrônicos profissional tem ganhado destaque ao longo dos últimos anos.

Quem imaginaria que um dia trabalhar com jogos digitais seria uma profissão? Fato é que não apenas são uma profissão, como a indústria de e-sports não para de crescer, sendo fonte de renda e emprego para muitas pessoas, bem como contribuindo economicamente para o país.

Contudo, mesmo que menos impactos físicos que os esportes “tradicionais”, os jogos eletrônicos podem deixar impactos no corpo. Por isso, vale a pena saber quais são as boas práticas para manter a saúde e evitar lesões.

Neste artigo, você conhecerá mais sobre os e-sports e como se manter saudável como atleta. Acompanhe a leitura!

O que são e-sports?

Os esportes eletrônicos ou e-sports são competições de jogos virtuais disputadas por cyber atletas, considerados competidores profissionais da modalidade.

As disputas do e-sports acontecem virtualmente, podendo ser assistidas por um público presencial e/ou on-line por meio das plataformas de streaming.

O e-Sports cresceu bastante nos últimos anos, mas seu surgimento não é recente. A primeira competição eletrônica aconteceu em 1972 na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos.

Naquele ano, um grupo de universitários disputaram partidas de Spacewar, em uma competição que ficou conhecida como “Olimpíadas Intergaláticas Spacewar”

Em 1980 foi a vez da Atari organizar a Space Invaders Championship, reunindo cerca de 10 mil pessoas nos Estados Unidos para a primeira grande competição de jogos eletrônicos.

A partir dos anos 2000, os esportes eletrônicos tiveram um boom, resultado do avanço da internet e da popularização dos jogos virtuais como uma modalidade esportiva, que é bastante lucrativa e atrai patrocinadores em todo mundo.

E-Sports: Dicas para se manter saudável durante a prática

Quais as principais modalidades de e-sports?

Assim como os esportes convencionais, os esportes eletrônicos possuem diversas categorias em que os cyber atletas podem se dedicar. Sendo elas:

  • First Person Shooter (FPS): jogos de tiros disputados na perspectiva do jogador. Principais: Counter Strike: Global Offensive, o Overwatch e o Rainbow 6;
  • Esportes nos e-sports: jogos de esporte, como futebol, disputado virtualmente, seguindo padrões já utilizados pela modalidade presencial. Competições: FIFA e Pro Evolution Soccer (PES);
  • Multiplayer Online Battle Arena (MOBA): combinam estratégia e ação, sendo os principais jogos dentro das modalidades de esportes eletrônicos;
  • Battle Royale: são jogos em que a sobrevivência é o foco. Um dos mais conhecidos é o Free Fire, que pode ser jogado pelo próprio celular;
  • Jogos de luta: são jogos que consistem em disputa corporal, como Super Smash Bros e o Dragon Ball.

Quais são os impactos de ter o hábito de jogar um e-sport?

Os esportes eletrônicos acabam exigindo que os atletas fiquem muitas horas diante de computadores ou vídeo game, prática que exige muitos cuidados para evitar os possíveis impactos de se dedicar a um e-sport.

Entre esses impactos podemos destacar lesões nos braços, punhos e até mesmo nas costas, já que muitos cyber atletas acabam desenvolvendo hérnia de disco e sofrendo com outras dores nos membros superiores pela posição em que ficam por longos períodos.

Além disso, os movimentos repetitivos contribuem para o surgimento de alguns problemas de saúde,  como a Lesão do Esforço Repetitivo (LER).

Para além dos problemas físicos, a prática dos esportes eletrônicos também pode impactar na qualidade do sono dos atletas, já que o uso excessivo das telas e ativações feitas no cérebro para gerar concentração durante as partidas contribuem para ativar o cérebro e podem dificultar a rotina de sono.

Os cyberatletas também precisam priorizar a prática de exercícios físicos para evitar o sedentarismo ao ficar sentado por longos períodos.

Por outro lado, que se dedica aos jogos eletrônicos também pode encontrar muitos benefícios, como:

  • Melhorar a memória, velocidade e concentração;
  • Desenvolver habilidade em múltiplas tarefas;
  • Aprender a trabalhar em equipe;
  • Fortalecer a confiança em outras pessoas;
  • Desenvolver atenção.

Por isso, desde que praticados corretamente, os esportes eletrônicos podem ser muito benéficos para seus praticantes.

Como evitar lesões na prática, mantendo uma rotina saudável?

Como citamos anteriormente, não é surpresa que os cyberatletas se deparem com lesões que os impossibilitam de continuar jogando, uma vez que precisam ser afastados para realizar os devidos tratamentos.

Por isso, o trabalho do fisioterapeuta é essencial seja para prevenir ou cuidar dos quadros de lesões a que os atletas estão sujeitos, ajudando na recuperação e também na prevenção de possíveis outros machucados.

É importante destacar que muitas dessas lesões ocorrem por má postura, gerando uma sobrecarga em locais inapropriados.

Por exemplo, quando um jogador fica com o ombro muito projetado para frente, ele coloca uma sobrecarga nos ombros. Assim, há um maior impacto gerado sobre os tendões, que ao inflamarem causam a tendinite.

Mas como evitar que as lesões ocorram e os atletas possam manter uma rotina saudável?

Para isso é importante se atentar às seguintes recomendações.

Faça alongamentos

Assim como nos esportes convencionais, os alongamentos são essenciais para evitar que os atletas de jogos eletrônicos sofram com lesões.

Com exercícios para alongar a musculatura é possível:

  • Reduzir tensões musculares;
  • Aumentar a flexibilidade dos músculos;
  • Ativar a circulação;
  • Aliviar dores.

Ou seja, os alongamentos previnem possíveis danos e são benéficos também para lidar com dores já existentes. Além disso, eles contribuem para uma melhor movimentação do corpo, algo muito importante a depender da modalidade adotada pelo cyber atleta.

Pratique exercício físico

Muitos atletas de jogos eletrônicos acabam enfrentando problemas com o sedentarismo, uma vez que dedicam muitas horas a ficarem na frente de um computador ou videogame e não se preocupam em praticar exercícios físicos fora do mundo virtual.

Logo, além de proporcionar melhor qualidade de vida nos âmbitos físico, emocional e mental, os exercícios físicos possibilitam fortalecer a musculatura do corpo, ajudando também a evitar as lesões.

Por isso, tirar algum momento do dia para praticar um exercício físico é de fundamental importância mesmo para os atletas de jogos eletrônicos, contribuindo para um melhor condicionamento físico, postura, qualidade do sono, etc.

Tenha o acompanhamento de um profissional

O acompanhamento de um fisioterapeuta é importante não apenas para tratar lesões já existentes, mas também prevenir o aparecimento de problemas.

Com a ajuda de um profissional é possível obter orientações para realizar as melhores atividades e tratamentos mais eficazes para a manutenção da saúde do atleta.

Assim, é possível realizar atividades direcionadas e com foco na necessidade individual de cada atleta, levando em consideração a realidade dele, desde o tempo dedicado ao esporte até o espaço em que ele costuma jogar.

Dessa forma, a prática dos esportes eletrônicos se torna muito mais segura para os praticantes.

Como driblar o vício que essa modalidade de jogos pode causar?

O Transtorno de Jogo pela Internet ou gaming disorder é uma doença reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), sendo definida como a dificuldade de controlar o consumo de games.

No entanto, para quem trabalha com os jogos eletrônicos, ter essa percepção de separar trabalho de vício não é uma tarefa simples.

Por isso, o primeiro passo para evitar o vício que essa modalidade de jogos pode causar é reconhecer a importância de estabelecer limites para o tempo dedicado à profissão.

Assim como em outras áreas de atuação, o profissional não deve se expor a longas horas de trabalho, muito menos dedicar grande parte do seu tempo para isso.

Dessa forma, é importante estabelecer limites e definir uma rotina de atividades que permita a realização de outras atividades como também o tempo para interações sociais.

É importante também diversificar as fontes de lazer, para que trabalho e diversão não virem nada unificado, de maneira que toda a vida da pessoa gire em torno do mundo virtual.

Em casos de situações em que já existe uma grande dependência dos jogos eletrônicos, é importante buscar ajuda de profissionais especializados que desenvolvam estratégias conjuntas com a pessoa para tratar o vício.

 

Veja também: Krav Magá: entenda a modalidade

 

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Veja também

Importância de cuidar da saúde e evitar doenças

Especialista explica a importância de cuidar da saúde e evitar doenças e falta de qualidade de vida

Leia mais

Lipedema: No mês de conscientização a SBACV reforça o cuidado vascular da mulher

Condição que acomete 10% da população feminina acende alerta sobre importância da informação e consultas com especialistas adequados

Leia mais

Riscos da divulgação de “antes e depois” de procedimentos estéticos

Cirurgião plástico Josué Montedonio adverte sobre riscos da divulgação de "antes e depois" de procedimentos estéticos

Leia mais