Saúde & Bem Estar

Viver mais e com saúde

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar | 4 minutos de leitura

12 hábitos que ajudam a prolongar a vida

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é só a carga genética o fator determinante de nossa longevidade. Na realidade, os genes cumprem um papel importante nesse sentido. Isso porque boa parte de nossa vida é gerida por três fatores. Dieta e estilo de vida são dois deles. O terceiro, o fator ambiental, é algo sobre o qual não temos domínio. Quanto aos outros dois, um estudo da Universidade de Harvard, nos EUA, listou hábitos cientificamente comprovados que auxiliam a prolongar a vida.

1) Evite comer demais:

Minimizar as complicações derivadas da obesidade é uma regra de ouro. Dietas de restrição calórica balanceada estão diretamente relacionadas à redução do excesso de peso e da gordura abdominal – ambos cientificamente inimigos de uma vida longa e produtiva.

2) Seja ativo:

Manter-se ativo preserva a saúde física e a longevidade. Bastam ao menos 15 minutos diários de exercícios para o corpo começar a usufruir de muitos benefícios.

3) Não fume:

Só para dar uma ideia, fumantes podem ter uma diminuição de até uma década de vida. Melhor nunca fumar.

4) Seja feliz:

Sentir-se feliz é algo que ajuda a viver mais e melhor. E o que traz a felicidade são pequenas atitudes e momentos, como estar com família ou amigos, com alguém que se ama, um passeio relaxante, uma gostosa comida simples e reconfortante, trabalhar, se possível, com o que se gosta.

5) Sorria mais:

Um olhar positivo sobre a vida é de suma importância para uma vida mais longa. Um coquetel eficaz incluí boas doses de otimismo e gargalhadas.

6) Divirta-se com os amigos(as):

Pesquisadores da Universidade de Harvard, em estudo publicado no periódico Proceedings of the Royal Society B., afirmam que ter amigos prolonga a vida. Isso porque eles nos ajudam a reagir menos negativamente diante do stress, causando efeitos positivos no cérebro, coração e nas funções hormonais e imunitárias, além de diminuir o risco de doenças.

7) Seja prático:

Organize sua agenda, tenha disciplina, foco e não se desgaste, pois, a desordem causa ansiedade. No stress.

8) Durma bem:

O sono é crucial para regular as funções das células e para restaurar o corpo. Estudos da Endocrine Society, de Washington, DC, EUA, apontam que a longevidade está muito ligada a padrões regulares de sono, como dormir e acordar por volta do mesmo horário, diariamente. O ideal é dormir de sete a oito horas por noite. Dormir demais não faz bem: pode causar depressão, entre outros efeitos colaterais negativos.

 

9) Coma mais nozes:

Nozes são poderosas e nutritivas. Muitos trabalhos concluíram sobre seus efeitos benéficos em doenças coronárias, pressão alta, diabetes, inflamações em geral, síndrome metabólica e até no combate a algumas formas de câncer.

Estudos da Marshall University, em Virginia, EUA, indicam que, entre outros benefícios, o consumo de ao menos três porções de nozes por semana, além de dar energia, aumenta a longevidade.

10) Açafrão faz muito bem:

Além de adicionar sabor, aroma e uma viva coloração amarelada aos pratos, o açafrão tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias graças a um precioso componente chamado curcumina. É ela a responsável por auxiliar no bom funcionamento do cérebro, coração e pulmões

11) Coma alimentos naturais:

Frutas, vegetais, sementes, grãos, nozes, feijões variados, são ricos aliados da saúde, além de reduzirem o risco de câncer, depressão, doenças coronárias e Mal de Alzheimer, por exemplo.

12) Beba café e chá:

O consumo moderado e saudável de ambos está associado à diminuição do risco de algumas doenças. As propriedades encontradas no chá verde podem diminuir os riscos de câncer, diabetes e problemas no coração. Da mesma maneira, o consumo de café diminui riscos dessas enfermidades, além de Alzheimer e Parkinson. Na dúvida, fique com ambos, moderadamente.

Veja também o artigo:
Adote um estilo de vida saudável

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Dúvidas e Comentários

Espaço para que você possa deixar suas dúvidas e comentários, que serão respondidas pelos nossos Especialistas.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Artroscopia de Quadril: entenda o que a técnica cirúrgica pode tratar

Neste artigo, o Dr. Leandro Ejnisman, especialista em ortopedia e traumatologia, esclarece as principais dúvidas a respeito desse método inovador

Leia mais

Os benefícios da prática de natação pós Covid-19

A Dra. Giovanna Sperandio discorre a respeito desse assunto

Leia mais

Maio Amarelo: prevenção é a palavra-chave

Os médicos ortopedistas Dr. Pedro Baches Jorge e Dr. Bruno Takasaki Lee falam a respeito da prevenção de lesões causadas por má-postura ao volante

Leia mais