Saúde & Bem Estar

Skincare no inverno: um cuidado extra

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar | 9 min

Temperaturas mais baixas causam alterações em todos os tipos de pele

Com a queda nas temperaturas, uma variedade de preocupações extras com a saúde e bem-estar começam a ganhar espaço na rotina. Além de medidas para evitar doenças respiratórias típicas dessa época do ano, gripes e resfriados. Ainda é necessária uma atenção especial voltada ao maior órgão do corpo humano: a pele.

De acordo com a dermatologista Dra. Thaissa Penteado, a pele brasileira é naturalmente mais oleosa e está acostumada ao tempo mais quente. Com a mudança do tempo no inverno, umidade do ar e temperaturas mais baixas, as alterações são sentidas, literalmente, na pele. “Esses fatores fazem com que a pele fique mais seca e sujeita a lesões. O clima frio e seco também pode deixá-la com aspecto esbranquiçado, o que indica a desnaturação das proteínas. Além disso, os banhos mais quentes para compensar o frio, provocam a remoção da oleosidade natural da pele de forma mais intensa, diminuindo o manto lipídico que retém a umidade da pele”, diz.

A médica ainda alerta que apesar de cada pele ter as suas próprias particularidades, todas as pessoas sentem as mudanças causadas pelo tempo mais frio. “Algumas pessoas mais e outras menos, por isso é importante manter o contato com o seu dermatologista de confiança para saber quais são os cuidados corretos com a sua pele.”

Dra. Thaissa listou alguns dos cuidados específicos para alguns dos diferentes tipos de pele:

Pele oleosa: deve incluir bons hidratantes na sua rotina de skincare. No inverno, a menor exposição solar faz com que as glândulas sebáceas fiquem ativas menos vezes durante o dia, diminuindo a oleosidade natural desse tipo de pele. Outra dica é optar por sabonetes que não esfoliam agressivamente a pele.

Pele acneica: este é o momento ideal para intensificar os tratamentos com ácidos, já que a incidência solar é menor durante os dias de inverno. Quem optar pelos tratamentos deve ficar atento com o ressecamento comum durante o inverno, que pode aumentar a sensibilidade da pele. Então, também é recomendado diminuir a rotina de esfoliação e preferir dermocosméticos menos agressivos.

Pele sensível: sofre um pouco mais com os problemas no rosto, já que as baixas temperaturas deixam a pele ainda mais delicada. Problemas como a rosácea, por exemplo, podem se agravar durante os dias mais frios. Para manter a pele saudável, vale apostar em sabonetes e cremes que reduzam a hipersensibilidade do rosto, além de investir em vitamina C e ácido hialurônico.

Ainda, segundo a dermatologista, é preciso dar atenção especial às extremidades, como mãos, os lábios e o rosto. Por serem áreas que ficam descobertas, acabam sofrendo mais com o ressecamento, precisando de um reforço extra de hidratante. “As máscaras de proteção este ano também terão uma utilidade a mais de proteger o nariz e a boca do frio e de outras doenças comuns no inverno”, diz.


5 dicas para maior cuidado com a pele neste período:

• Não tomar banhos muito quentes e demorados, evitando se ensaboar demais e usar buchas, que também contribuem para alterar a composição do manto hidrolipídico (hidratante natural produzido pelo organismo) que protege a pele.
• Usar o hidratante logo após sair do box, esse é o momento ideal pois ajuda e facilita a penetração do creme na nossa pele.
• Para peles oleosas e acneicas, evitem usar hidratante comum no rosto e prefiram o oil free nas áreas de maior oleosidade, como o rosto e o tórax.
• Os lábios também costumam ressecar muito no inverno, por isso é importante usar hidratantes específicos para essa região e, assim, evitar as rachaduras.
• Continuar a usar filtro solar diariamente.

E Dra. Thaissa ainda completa: “o principal cuidado no inverno, eu sempre digo que é lembrar-se de beber muita água e manter o corpo hidratado! Por causa do frio é comum esquecer de beber água e a sede já é um sinal de desidratação do corpo, por isso não espere para se hidratar”.

Ainda, ao perceber mudanças ou sintomas na pele do rosto ou corpo, como vermelhidão, ressecamento, coceira ou machucados que não cicatrizam, consulte um dermatologista especialista para identificar qual é a causa exata do problema.

*Dra. Thaissa Penteado graduou-se em medicina pela Universidade São Francisco (USF) em 2005. Fez sua residência médica no Hospital do Servidor Público Municipal e é sócia da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) desde 2009.

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Dúvidas e Comentários

Espaço para que você possa deixar suas dúvidas e comentários, que serão respondidas pelos nossos Especialistas.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Dia Universal do Doador de sangue

A hematologista Dra. Maeva Seo Gomes Pinto Fonseca, fala a respeito da importância de ser um doador de sangue

Leia mais

A importância da Vacina no combate a covid 19 e outras doenças

O médico Marcelo Aun traz informações sobre as vacinas e a sua importância no combate a doenças diversas

Leia mais

Plantão #20 – Termografia: Verdades e Mitos

Especialista esclarece verdades e Mitos sobre Termografia e conta sobre os avanços e possibilidades que a tecnologia oferece.

Leia mais