Saúde & Bem Estar

O custo oculto da falta de flexibilidade no trabalho

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Novo estudo do Gympass revela um 'problema de incompatibilidade' que ameaça o bem-estar de profissionais do mundo todo.

Em meio ao debate sobre o retorno ao escritório, estudo revela que as pessoas que não trabalham no ambiente de sua preferência tem o dobro de chances de relatar um nível mais baixo de bem-estar

 O bem-estar é tão importante quanto o salário para 93% da força de trabalho global, um aumento de 10 pontos percentuais em relação ao estudo anterior

O custo oculto da falta de flexibilidade no trabalho

São Paulo, 18 de outubro de 2023 – O Gympass, principal plataforma de bem-estar corporativo do mundo, anuncia hoje o lançamento de seu segundo Panorama do Bem-Estar Corporativo, destacando a crescente importância do bem-estar para os profissionais em todo o mundo. Com base em uma pesquisa com mais de 5.000 profissionais em nove mercados globais, o estudo revela informações valiosas sobre as demandas da força de trabalho em relação ao bem-estar.

 

Para a edição de 2024, o Gympass analisou as tendências de bem-estar no contexto do debate sobre o retorno ao trabalho presencial e descobriu que há uma melhora significativa no bem-estar e na produtividade quando as pessoas trabalham no ambiente que preferem.

 

Os colaboradores “incompatíveis” – aqueles que trabalham remotamente, mas preferem o escritório, ou os que trabalham no escritório, mas preferem o trabalho remoto – relataram efeitos negativos significativos em seu bem-estar geral.

 

  • Quando questionados sobre seu bem-estar, o número de profissionais que dizem que seu bem-estar é ruim ou péssimo é duas vezes mais alto entre aqueles que não trabalham no local de sua preferência do que entre os que trabalham.
  • Além disso, pessoas que não trabalham no local em que gostariam tendem a relatar níveis mais altos de estresse, menor bem-estar emocional e pior qualidade do sono devido ao estresse no trabalho.
  • Quem trabalha em um local diferente do que gostaria tem o dobro de chances de relatar insatisfação com a empresa atual.

 

“Essa incompatibilidade entre o local onde os colaboradores gostariam de trabalhar e onde de fato trabalham traz à tona uma questão ainda mais importante: a jornada de bem-estar é única para cada pessoa. Por isso, a flexibilidade é tão importante para as empresas que, neste momento, avaliam o retorno ao trabalho presencial”, diz Priscila Siqueira, líder do Gympass no Brasil. “Cada pessoa é diferente e, para cuidar melhor da sua força de trabalho, é importante que as empresas ofereçam benefícios flexíveis e preventivos que, além de trazer mais saúde e felicidade para os colaboradores, também geram economia no longo prazo”.

Gráfico O custo oculto da falta de flexibilidade no trabalho.

Para a força de trabalho da atualidade, o bem-estar é inegociável, e tem se tornado cada vez mais importante ano após ano.

 

  • A grande maioria dos profissionais (96%) busca organizações que priorizem o bem-estar.
  • 93% dos colaboradores do mundo inteiro acreditam que o bem-estar é tão importante quanto o salário, o que representa um aumento significativo de 10 pontos percentuais em relação ao ano anterior.
  • 87% dos trabalhadores dizem que sairiam de uma empresa que não priorize o bem-estar, o que também representa um aumento de 10 pontos percentuais em relação ao ano anterior.

Veja também: Síndrome de burnout: como as empresas podem prevenir e lidar com o tema

Aqueles que ocupam cargos de liderança relatam níveis mais altos de bem-estar do que o restante da força de trabalho, o que cria um “ponto cego” que pode causar uma desconexão entre eles e as equipes em geral.

 

  • 91% dos líderes (diretores e acima) dizem que conseguem reservar tempo para seu bem-estar, em comparação com 76% dos gestores e 66% dos não-gestores.
  • A grande maioria da força de trabalho mundial diz que o bem-estar emocional (95%) e o bem-estar físico (94%) aumentam sua produtividade e satisfação no trabalho.
  • 77% dos participantes da pesquisa usam os programas de bem-estar de suas empresas, um aumento de nove pontos percentuais em relação ao ano anterior.

 

“Esses dados trazem um alerta importante para líderes e gestores: se vocês acreditam ter um bom nível de bem-estar, não podem presumir que o restante de sua equipe também se sinta assim”, diz Priscila Siqueira. “A liderança precisa garantir que todos os colaboradores, especialmente os não-gestores e aqueles no início de suas carreiras, tenham o mesmo tempo, recursos e flexibilidade para o autocuidado. O bem-estar não é um benefício condicionado ao nível hierárquico; é o aspecto mais importante para manter seus colaboradores saudáveis, produtivos e engajados”.

 

Para baixar o estudo Panorama do Bem-Estar Corporativo 2024 na íntegra, acesse  https://bit.ly/PanoramadoBem-EstarCorporativo2024 .

Sobre o Gympass

O Gympass é a plataforma de bem-estar corporativo mais amada do mundo, que oferece em um único benefício a melhor rede de academias, estúdios, aulas, personal trainers e aplicativos de bem-estar. Mais de 15.000 empresas usam o Gympass para ajudar seus colaboradores a se movimentar, se alimentar, dormir e se sentir melhor, oferecendo acesso a uma rede de parceiros de atividades físicas e de bem-estar, com planos que custam aos colaboradores até 50% menos do que as assinaturas tradicionais. Com o Gympass, os líderes de RH conseguem mais do que dobrar o número de colaboradores engajados nos programas de bem-estar. Essa ampla participação resulta em uma força de trabalho com 40% menos probabilidade de rotatividade e traz uma economia de até 35% em custos de saúde para as empresas. Investir no bem-estar dos funcionários é investir no desempenho dos negócios. Saiba mais em gympass.com.

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Veja também

Pesquisa da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular revela aumento de óbitos por AVC em relação ao IAM

O AVC é uma das principais causas de morte no mundo.

Leia mais

Anualmente, 40% das pessoas idosas sofrem quedas

Idade avançada é sinal de alerta para fratura vertebral

Leia mais

Dia do Homem: Urologista explica importância de tratamento inovador para problemas na próstata

Seis em cada 10 homens no Brasil só procuram um médico quando os sintomas estão insuportávei

Leia mais