Saúde & Bem Estar

A relação entre esclerose múltipla e a visão

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Oftalmologista apresenta sintomas e tratamentos para a doença.

A esclerose múltipla é uma condição neurológica complexa que afeta principalmente o sistema nervoso central, incluindo o cérebro e a medula espinhal. Segundo o Dr. Marcelo Brito, médico oftalmologista, entre os diversos sintomas que podem surgir, um dos mais notáveis é a baixa súbita da visão, muitas vezes acompanhada de alterações no campo visual. “A ligação entre a esclerose múltipla e a visão é crucial para o diagnóstico e manejo da doença, já que a perda de visão muitas vezes é um dos primeiros sinais de alerta”.

 

De acordo com o oftalmologista, as mais afetadas por essa doença são mulheres jovens. “Embora a esclerose múltipla possa atingir pessoas de qualquer idade e gênero, as mulheres jovens parecem estar mais suscetíveis a experienciar os sintomas visuais iniciais”.

Esclerose múltipla e visão

Créditos: Freepik

O diagnóstico precoce da esclerose múltipla é crucial para iniciar o tratamento adequado o mais rápido possível. Exames neurológicos e oftalmológicos detalhados, juntamente com testes de imagem, auxiliam os médicos a confirmar o diagnóstico.

 

O tratamento da esclerose múltipla envolve abordagens multidisciplinares para controlar os sintomas, retardar a progressão da doença e melhorar a qualidade de vida dos pacientes. Terapias medicamentosas são prescritas para reduzir a inflamação e minimizar as reações autoimunes que causam danos à mielina. Além disso, terapias de suporte, como fisioterapia, terapia ocupacional e fonoaudiologia, podem auxiliar na reabilitação e na gestão dos sintomas.

 

Fonte: Dr. Marcelo Brito, Médico Oftalmologista | CRM: 18871/RQE:415 |Instagram: @dr.marcelobrito

Veja também: Como cuidar dos olhos no verão?

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Veja também

A relação entre a obesidade e a depressão é complexa e multifacetada

A complexa interligação entre obesidade e depressão destaca-se por fatores biológicos, estresse, estigma social, estilo de vida e a gestão desafiadora da saúde, exigindo abordagens holísticas para um bem-estar completo.

Leia mais

Suplementos: Quando se deve usar no dia a dia? Confira as indicações e a importância deles

Dra. Sylvia Ramuth do Emagrecentro explica quais os tipos de suplementação e cuidados para o uso

Leia mais

Jiu Jitsu além do esporte: conheça a arte marcial com benefícios mentais

Esporte de origem japonesa que contém uma série de vantagens para o corpo e alma

Leia mais