Ortopedia

Tudo o que você precisa saber sobre joanete

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar | 2 minutos de leitura

Caracterizado por um desvio lateral do primeiro dedo do pé, o joanete acomete cerca de 30% da população.

O joanete ou hálux valgo, como é tecnicamente chamado, é uma deformidade que ocorre no primeiro osso metatarso e que pode ser dolorosa, dificultando o uso de calçados e a prática de simples atividades diárias, como uma caminhada.

Além dos idosos, o joanete é mais comum nas mulheres, com média de nove casos para cada homem que apresenta a deformidade óssea. Aliada ao sintoma visual, a dor também pode ser um sinal de alerta e o diagnóstico deve ser feito através de um exame físico realizado por um médico especialista em tornozelo e pé.

Dentre as possíveis causas para o joanete, a hereditariedade é a mais comum. Entretanto, existem outros fatores que também podem influenciar. São eles: características do membro que predispõe a condição, primeiro osso metatarso curto, atividades com forte impacto, sobrepeso, dentre outros.

“Existe um mito de que sapatos de salto alto ou de bico fino contribuem para a deformidade, mas, na verdade, eles fazem com que a dor apareça com intensidade maior em quem já desenvolveu os joanetes”, explica Bruno Lee, médico ortopedista especialista em patologias do pé e tornozelo.

Joanete

Para o tratamento, é importante um diagnóstico precoce, pois ajuda a desacelerar o processo e evita lesões secundárias. O recurso terapêutico escolhido dependerá diretamente do grau da deformidade óssea, intensidade dos sintomas e possíveis lesões associadas.

As opções de tratamentos podem variar desde medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos prescritos pelo médico especialista; bolsa de gelo nos períodos de dor aguda; uso de acessórios e sapatos ortopédicos a procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos.

*Dr. Bruno Lee
CRM 120.229

Dr. Bruno Lee formou-se na Faculdade de Medicina da USP, em São Paulo, e se especializou no atendimento de pacientes com patologias do pé e tornozelo. Tendo praticado inúmeras atividades esportivas durante sua vida, o médico integra seu conhecimento técnico ao esportivo, unindo o conhecimento anatômico, patológico e funcional para o alcance do melhor resultado no tratamento. Nos últimos anos, buscou continuamente o aperfeiçoamento nas técnicas minimamente invasivas para tratamento das patologias dos pés.

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Veja também

Lipedema: No mês de conscientização a SBACV reforça o cuidado vascular da mulher

Condição que acomete 10% da população feminina acende alerta sobre importância da informação e consultas com especialistas adequados

Leia mais

Riscos da divulgação de “antes e depois” de procedimentos estéticos

Cirurgião plástico Josué Montedonio adverte sobre riscos da divulgação de "antes e depois" de procedimentos estéticos

Leia mais

Preliminares: Entenda a importância para o corpo feminino

Você sabe por que uma mulher precisa de preliminares no momento do sexo?

Leia mais