Saúde & Bem Estar

10 dicas para dormir melhor na quarentena

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar | 3 minutos de leitura

Adormecer em tempos de Coronavírus não tem sido uma tarefa fácil. Segundo a Associação Brasileira do Sono (ABS), 73 milhões de brasileiros sofrem de insônia em épocas consideradas normais. Com a alteração da rotina por conta da pandemia da Covid-19, o número de pessoas com dificuldades para dormir tende a aumentar.

A vida moderna realmente não deixa muito espaço para um boa noite de sono. O home office, por exemplo, dá uma certa liberdade nos horários de trabalho, mas também pode fazer com que instintivamente não nos atentemos à hora de parar e o próprio estresse ao qual todos estamos submetidos também não colabora em nada para que se durma bem.

Isso sem mencionar as telas: celular, computador, televisão e todos os outros estímulos para que fiquemos acordados e mais agitados.

Sim, construímos um modelo de sociedade no qual a hora de dormir não é mais tão importante, mas não há exagero em pensar que se não desacelerarmos, em breve talvez não tenhamos condições físicas de suportar esse ritmo.

Uma boa noite de sono, porém, é imprescindível para a manutenção da saúde do cérebro e do corpo. Abaixo, algumas dicas de como é possível melhorar a qualidade do sono.

1 – Mantenha uma rotina regular

Mesmo que esteja trabalhando em casa e dando conta das tarefas domésticas – e ainda supervisionando as aulas híbridas das crianças – é importante manter o hábito de dormir num determinado horário. A rotina fará com que seu organismo entenda que a hora de dormir está chegando.

2 – Não cochile excessivamente

Vários cochilos durante o dia podem prejudicar a qualidade do seu sono à noite.

3 – Faça exercícios

O exercício diário é importante e pode ajudar a ter uma noite de sono tranquila. Faça exercícios físicos, mas não próximo do horário de dormir.

4 – Filtre as notícias

É quase impossível escapar das notícias negativas e informações conflitantes, especialmente sobre a Covid-19. Só que consumir esse tipo de notícia o tempo todo pode gerar angústia, ansiedade e afetar seu sono. Procure ver notícias boas, assistir séries e filmes que tragam leveza e esperança.

5 – Cama é para dormir

Não use a cama para leitura, ver televisão ou alimentar-se. Prefira a sala ou outro ambiente. A cama deve estar relacionada com o ato de dormir.

6 – Chás relaxantes são aliados do sono

Dê preferência aos de camomila, erva-doce, erva-cidreira ou capim limão, quando chegar a hora de dormir. Eles são verdadeiros aliados do sono. Evite ingerir bebidas alcoólicas ou fumar antes de dormir. Além do álcool, bebidas com cafeína (café, refrigerantes de cola, chocolate) podem afetar o sono.

7 – Evite refeições pesadas

Faça refeições leves à noite e não se alimente próximo ao horário de dormir.

8 – Sem ruídos e pontos de luz azul

Elimine todos os ruídos do quarto e mantenha-o o mais escuro possível. Desligue a TV e outros aparelhos que possam prejudicar o seu sono. Evite o celular.

9 – Encontre uma temperatura ambiente confortável para o sono

Durma com uma roupa confortável e procure deixar o quarto numa temperatura agradável.

10 – Relaxamento

Tente relaxar antes de dormir. Alongue-se, respire fundo e pense em coisas boas.

Além do descanso: a importância do sono para nossa imunidade

Qualquer pessoa que já tenha tido que trabalhar após uma noite em claro – pelas razões que forem – sabe a falta que o sono faz. Mas você sabia que para além do descanso de que todo corpo precisa o sono fortalece as células do sistema imunológico, as células T?

Não importa a doença, as células T são as células que agem em seu processo de cura, e, por isso, o fortalecimento e a saúde delas são a base do restabelecimento da saúde de qualquer pessoa. Quando as células do corpo reconhecem uma célula infectada por vírus, elas ativam as integrinas, um tipo de proteína pegajosa que permite que elas se liguem e matem as células infectadas.

Estudo feito pela Universidade de Tübigen, na Alemanha, comparou as células T de voluntários saudáveis que dormiam com as de pessoas que ficavam acordados a noite toda. Foi constatado que nos participantes do estudo que dormiam, suas células T apresentavam níveis mais elevados de ativação de integrinas do que nas células T daqueles que estavam acordados.

É um fato, porém, que a ausência de sono está diretamente ligada a diversos problemas de nossa vida cotidiana: variações de humor, estresse, acidentes de trânsito, falhas no ambiente de trabalho. Internamente, a falta de sono pode provocar o aumento da pressão arterial, doenças cardiovasculares e até afetar a regulação de açúcar no sangue.

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Dúvidas e Comentários

Espaço para que você possa deixar suas dúvidas e comentários, que serão respondidas pelos nossos Especialistas.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Os benefícios da prática de natação pós Covid-19

A Dra. Giovanna Sperandio discorre a respeito desse assunto

Leia mais

Maio Amarelo: prevenção é a palavra-chave

Os médicos ortopedistas Dr. Pedro Baches Jorge e Dr. Bruno Takasaki Lee falam a respeito da prevenção de lesões causadas por má-postura ao volante

Leia mais

Dia Mundial de Combate a Asma; entenda mais sobre a condição

O Dr. Marcelo Vivolo Aun comenta a respeito da data e da sua relevância para as pessoas que convivem com essa síndrome.

Leia mais