Ginecologia e Saúde Feminina

Menstruação Descomplicada: Tudo sobre Ciclo Menstrual e Saúde do Corpo Feminino

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Explicamos tudo o que você precisa saber sobre o ciclo menstrual e a saúde do corpo feminino.

A saúde do corpo feminino parte de muitos fatores, principalmente o funcionamento correto do sistema reprodutor. Apesar do ciclo menstrual nem sempre ser visto com bons olhos — por todas as alterações que pode causar no organismo — ele é fundamental para o bem-estar das mulheres.

Conhecer mais sobre o funcionamento do nosso corpo é a melhor maneira para se relacionar com ele de maneira mais saudável, entendendo como os processos acontecem e estando atenta para reconhecer quando algo não está como deveria.

O que é o ciclo menstrual?

O ciclo menstrual é um processo natural que acontece no corpo feminino durante a fase reprodutiva. Ele tem início no primeiro dia de sangramento e termina antes da próxima menstruação.

O período médio de duração do ciclo é de 28 dias a 35 dias, mas pode variar de acordo com o organismo de cada mulher.

Durante o ciclo menstrual ocorrem as alterações fisiológicas no útero para a liberação do óvulo — que poderá ser fecundado durante a relação sexual ou outro método reprodutivo.

O endométrio — camada que reveste a parte interna do útero — é um dos principais envolvidos no ciclo menstrual. Sua função é criar um ambiente propício para a implantação de um óvulo fertilizado. Quando não a fecundação não ocorre, acontece a menstruação.

Menstruação Descomplicada Tudo sobre Ciclo Menstrual e Saúde do Corpo Feminino

Quais as fases do ciclo menstrual?

Apesar de muitas pessoas acreditarem que o ciclo menstrual envolve só a menstruação, não é bem assim. Afinal, o sangramento representa apenas um período dos 28 a 35 dias que o ciclo pode durar. Sendo assim, o ciclo está dividido nas seguintes fases:

Fase folicular

A fase folicular é quando o ciclo menstrual tem início, marcada pelo primeiro dia da menstruação. Neste período, a concentração de estrogênio e progesterona — principais hormônios sexuais produzidos pelo corpo feminino — diminui.

Com o rompimento das camadas superiores do endométrio — responsável pelo sangramento — ocorre também um leve aumento na concentração do hormônio folículo-estimulante. Este aumento produz vários folículos — sacos cheios de líquido que contém os óvulos.

Fase ovulatória

Na fase ovulatória, ocorre uma rápida concentração do hormônio luteinizante (LH)  e do hormônio folículo-estimulante (FSH) — ambos são fundamentais para o funcionamento adequado do sistema reprodutivo.

A ovulação tem início com a liberação dos óvulos e aumento dos níveis de estrogênio. Neste momento, o endométrio começa a preparação para receber um possível óvulo fecundado.

Fase lútea

Após a ovulação, o folículo vazio no ovário se transforma em um corpo lúteo, responsável por produzir progesterona em grande quantidade. A maior concentração de progesterona e estrogênio contribui para que o revestimento do útero fique mais espesso.

Se houver o óvulo for fecundado, o embrião em desenvolvimento viaja pela trompa de Falópio até o útero, onde se implanta no endométrio espesso e rico em vasos sanguíneos. Caso não haja a fecundação, ocorre a menstruação.

Menstruação

A menstruação é o sangramento causado pela descamação do endométrio, ou seja, quando o óvulo não foi implementado. A menstruação começa na puberdade e deixa de acontecer na menopausa — período que antecede o último ciclo menstrual.

O sangramento menstrual dura entre quatro a oito dias, liberando cerca de 6 a 75 ml de sangue. Esse fluxo menstrual pode ser mais leve ou intenso, dependendo do organismo feminino.

E a TPM?

A tensão pré-menstrual — ou TPM — representa um conjunto de sintomas físicos e emocionais que acometem as mulheres alguns dias antes do início da menstruação e duram até poucas horas depois do início do sangramento.

Normalmente, a TPM dura 10 dias antes da menstruação. Mas é importante lembrar que isso depende de cada mulher. Existem algumas que passam pelo período sem sentirem nada, já outras enfrentam grandes problemas.

Entre os sintomas físicos e emocionais temos:

  • Cólicas abdominais;
  • Dores nas costas;
  • Fadiga;
  • Irritabilidade;
  • Sensibilidade nos seios;
  • Alterações de humor;
  • Dificuldade de concentração;
  • Ansiedade;
  • Choro com facilidade.

Qual a importância da menstruação para a saúde feminina?

Apesar da menstruação ser muito incômoda para grande parte das mulheres, ela é um processo fundamental para a saúde do corpo feminino, estando relacionada a vários aspectos essenciais para o bem-estar e a saúde reprodutiva.

Algumas das principais razões pelas quais a menstruação é importante para a saúde feminina, são:

Sinal de saúde reprodutiva

A menstruação regular é um sinal de que a saúde reprodutiva feminina está funcionando corretamente, afinal, é nela que o ciclo menstrual tem início. São estes ciclos que indicam que a presença dos hormônios sexuais está nos níveis esperados.

Limpeza do útero

O sangramento é o processo pelo qual o corpo elimina as camadas do endométrio que se soltam após a ausência de fecundação. Ou seja, a menstruação ajuda a manter o útero limpo e saudável.

Prevenção de infecções

A menstruação também ajuda a prevenir infecções ao remover bactérias e outros microrganismos do trato reprodutivo. A secreção de muco cervical durante o ciclo também pode ajudar a proteger contra infecções.

Sinal de gravidez ou problema de saúde

A ausência da menstruação também funciona como um sinal de alerta para o corpo. É possível que não haja sangramento por conta de uma gravidez ou algum problema de saúde. Em ambos os casos é importante consultar um médico para acompanhar os motivos.

Manutenção da saúde óssea

Por mais surpreendente que possa parecer, a menstruação também está ligada à saúde óssea. Quando uma mulher não menstrua dentro do esperado — condição conhecida como amenorreia — pode ser um indicativo de uma maior prevalência de problemas ósseos.

Então, o que você achou de conhecer mais sobre o ciclo menstrual? Lembrando que cada organismo é único, portanto, é importante fazer consultas médicas regulares para monitorar sua saúde e garantir o bom funcionamento do seu sistema reprodutivo.

Veja também: A importância do autoexame para as mulheres

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Dúvidas e Comentários

Espaço para que você possa deixar suas dúvidas e comentários, que serão respondidas pelos nossos Especialistas.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

40 anos? Entenda a importância da musculação para transformar o corpo

Especialista explica como a prática de exercícios físicos é importante para a mulher 40+

Leia mais

Reaplicar protetor solar sem estragar a maquiagem: dicas essenciais para manter proteção

Entenda como manter a maquiagem sem abrir mão da proteção

Leia mais

Poros dilatados: Quais são as causas e como reduzi-los?

Especialista em beleza e saúde da pele esclarece as principais dúvidas sobre poros abertos

Leia mais