Dermatologia

Hidrate-se: Entenda os impactos do baixo consumo de água para a pele

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Ressecamento, coceira, perda de elasticidade e envelhecimento precoce são alguns sintomas segundo dermatologista

Hoje, o mercado da beleza oferece uma oferta gigantesca de produtos para todos os tipos de pele, assim como escovar os dentes, o skincare também já faz parte da rotina de muitas brasileiras, mas pular um dos principais hábitos pode colocar tudo a perder: beber água!

O consumo de água é importante não só para pele, como para todo organismo. Nosso corpo é formado por 70% de água, e sem ele não haveria vida. Ela é importante para os órgãos internos e externos, como a pele. A sua falta gera um ressecamento, levando a coceira, que é o chamado prurido, perde de elasticidade e envelhecimento mais precoce.

Hidrate-se Entenda os impactos do baixo consumo de água para a pele

©Prostock-studio via Canva.com

Segundo o Dr. Fraga, dermatologista da Dermagynus, é muito frequente pessoas mais idosas terem essa pele seca por não consumir tanta água, então tem a pele mais ressecada, craquelada e a coceira que dá é de difícil controle também.

Os banhos quentes fazem mal para a pele porque acaba ressecando mais. “Todos nós temos uma camada de gordura que protege a nossa pele e que não é visível a olho nu. Quando começamos a tomar banhos quentes e demorados, nós perdemos essa camada de gordura, quebra a barreira de proteção, e aí acontece o surgimento de dermatites mais intensas, coceiras, eczemas e descamação)”, explica o dermatologista.

Para uma pele facial bonita e saudável, o recomendado é a água de morna para fria, nunca quente, pois ela piora os sintomas de oleosidade e poros abertos, além de um creme hidratante após o banho e protetor solar.

Fonte: Dr. Fraga, dermatologista 

Veja também: Bebeu água? Tá com sede? Olha olha olha a água mineral

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Veja também

Lipedema: No mês de conscientização a SBACV reforça o cuidado vascular da mulher

Condição que acomete 10% da população feminina acende alerta sobre importância da informação e consultas com especialistas adequados

Leia mais

Riscos da divulgação de “antes e depois” de procedimentos estéticos

Cirurgião plástico Josué Montedonio adverte sobre riscos da divulgação de "antes e depois" de procedimentos estéticos

Leia mais

Preliminares: Entenda a importância para o corpo feminino

Você sabe por que uma mulher precisa de preliminares no momento do sexo?

Leia mais