Esporte e Atividades Físicas

Esporte Adaptado: modalidades e benefícios

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

O Esporte Adaptado promove o bem-estar e a melhora do quadro de milhares de praticantes.

O esporte é um excelente caminho para promover interação entre as pessoas, desenvolver habilidades e contribuir para o maior cuidado com a saúde. Ou seja, o esporte traz benefícios físicos, emocionais e sociais.

Mas e as pessoas com deficiência? Como aproveitar esses benefícios? Quais as possíveis restrições? Fato é que seja para lazer ou profissionalmente, as pessoas com deficiência tem toda liberdade para praticar atividades esportivas, motivo pelo qual o esporte adaptado tem ganhado cada vez mais destaque, se mostrando essencial para o cuidado físico, emocional, inclusivo e com um importante papel de reabilitação na sociedade.

Neste artigo, você conhece mais sobre o esporte adaptado, os principais benefícios, cuidados e quais as modalidades podem ser praticadas. Acompanhe a leitura!

O que é o Esporte Adaptado?

O esporte adaptado é um esporte criado para atender às demandas de pessoas com algum tipo de deficiência. Esse tipo de esporte também pode ser praticado de forma integrada, onde pessoas com e sem deficiência podem competir juntas, sendo uma forma de unir ambos os grupos.

O principal objetivo do esporte adaptado é possibilitar oportunidades iguais de envolvimento esportivo, competição e realização pessoal para pessoas com deficiência, sem fazer restrição entre os indivíduos.

Estudos mostram que o esporte para pessoas com deficiência vem desde a Grécia Antiga, iniciando a partir da tentativa de colaborar com o processo terapêutico de pessoas com deficiência. Ou seja, tinha uma finalidade exclusivamente voltada para o tratamento de lesões ou doenças.

Com o avanço dos tempos, hoje o esporte adaptado é muito mais que uma terapia, apresentando-se com um alto rendimento e nível técnico dos atletas, inclusive tendo competições de nível mundial, como as paraolimpíadas.

No Brasil, são muitos os atletas paralímpicos que se destacam, como o nadador Daniel Dias, o judoca Antônio Tenório, a parataekwondista Débora Menezes, e muitos outros.

Quais os benefícios do Esporte Adaptado?

O esporte em geral traz muitos benefícios para a sociedade, sendo um meio de garantir saúde física, mental e até mesmo o sentimento de pertencimento a um grupo.

No esporte adaptado não é diferente. As pessoas com deficiência encontram nas modalidades esportivas uma forma de inserção social. Ele desempenha um papel importante na promoção da inclusão e da igualdade de oportunidades para pessoas com deficiência, permitindo que elas desenvolvam habilidades físicas, sociais e emocionais, além de desfrutar dos benefícios à saúde e bem-estar que a prática esportiva oferece.

Esporte Adaptado modalidades e benefícios

Por isso, o esporte adaptado permite que as pessoas com deficiência desenvolvam:

  • Força muscular;
  • Equilíbrio;
  • Coordenação motora;
  • Resistência física;
  • Velocidade

Além disso, a união entre fisioterapia e prática esportiva, tem um importante papel da reabilitação de pessoas com deficiências, seja praticado de forma amadora ou profissional.

Entre os inúmeros benefícios trazidos pelo esporte adaptado, pode-se destacar:

Saúde e bem-estar

O esporte adaptado chega com a possibilidade de melhorar a saúde do indivíduo por meio do fortalecimento, desenvolvimento da coordenação motora, aumento da resistência física, dentre outras habilidades desenvolvidas e aperfeiçoadas pela prática dos exercícios físicos.

Tudo isso possibilita à pessoa ter um maior bem-estar, ajudando a diminuir os riscos para o aparecimento de doenças, como as questões cardiovasculares, e até mesmo sendo uma alternativa contra o sedentarismo.

Além disso, a prática do esporte adaptado também contribui para a movimentação do deficiente, de forma que ele não ficará ocioso ou com a sensação de não estar realizando atividades prazerosas.

Inclusão social

Um dos grandes benefícios do esporte adaptado é a inclusão de pessoas com deficiência. Essa possibilidade de interação social permite que a pessoa faça novas amizades, se conecte com pessoas que compartilham interesses em comum e façam parte de uma comunidade.

Por meio dessa integração, é possível combater o isolamento social ao qual muitas vezes essas pessoas estão expostas. Ao se sentirem mais incluídas socialmente também é possível diminuir os riscos de doenças relacionadas à saúde mental, como depressão e ansiedade.

Autoconfiança e autoestima

Participar de atividades esportivas também contribui de forma significativa para o aumento da autoconfiança e autoestima das pessoas com deficiência.

À medida que são desafiados, atingem metas e recebem o reconhecimento por suas conquistas, estes indivíduos adquirem o sentimento de realização pessoal e superação, fortalecendo a confiança em si.

Da mesma forma, o esporte adaptado capacita as pessoas com deficiência, gerando nelas um sentimento de controle sobre seus corpos e habilidades. Com isso, a prática esportiva faz estas pessoas olharem não para suas limitações, mas para suas capacidades.

Por isso, o esporte adaptado desafia estereótipos e preconceitos, ajudando a eliminar barreiras e a promover a igualdade de oportunidades.

Resiliência e adaptação

Ainda ligado ao tópico anterior, os esportes adaptados são ótimos para auxiliar as pessoas com deficiência a desenvolverem resiliência, perseverança e habilidades de adaptação.

Ao envolver desafios e superação de obstáculos, a prática do esporte faz estas pessoas aprenderem a lidar com a adversidade, a encontrar soluções criativas e a se adaptar a diferentes situações, o que pode ser aplicado em outras áreas da vida.

Desenvolvimento de habilidades sociais

Outro benefício que o esporte adaptado traz para pessoas com deficiência é desenvolver habilidades sociais. Ao participar de equipes esportivas adaptadas, às pessoas com deficiência têm a oportunidade de trabalharem em equipe, tendo cooperação, comunicação e respeito mútuo.

Essas habilidades são transferíveis para outros aspectos da vida cotidiana e podem melhorar a qualidade dos relacionamentos e das interações sociais.

Quais as modalidades do Esporte Adaptado?

Assim como o esporte convencional, o esporte adaptado possui inúmeras modalidades e possibilidades, seja para praticar individual ou coletivamente. Entre as modalidades temos:

Basquete

É praticado por pessoas que usam cadeiras de rodas e exigem bastante esforço físico. Um detalhe a ser destacado é o fato de a quadra do basquete adaptado ter o mesmo tamanho da quadra normal, ou seja, é preciso unir força, velocidade e capacidade de recuperação para alcançar bons resultados durante as competições.

Jogado coletivamente, o basquete adaptado incentiva o relacionamento social e o companheirismo entre os participantes.

Voleibol sentado

Com as mesmas regras do voleibol clássico, o voleibol sentado é uma modalidade que trabalha bastante a parte aeróbica e o raciocínio, exigindo também o trabalho em equipe para trazer um bom rendimento do time como um todo.

Futebol

A grande paixão do brasileiro não poderia ficar de fora. O futebol adaptado é jogado por pessoas amputadas ou com membros afetados por deficiência. É possível ser jogado com o apoio de muleta e se caracteriza com uma modalidade com alto grau de exigência física dos atletas.

Natação

A natação está entre as modalidades pioneiras do esporte adaptado, no Brasil o atleta Gabriel Bandeira se destaca, sendo o primeiro a conquistar um ouro olímpico. Essa modalidade é responsável por desenvolver a flexibilidade nos músculos e articulações.

Goalball

Essa modalidade foi desenvolvida para pessoas com deficiência visual, sendo praticada por jogadores que tentam marcar gols em uma baliza ouvindo uma bola com guizos.

O que considerar antes de praticar o Esporte Adaptado?

Com muitas modalidades e possibilidades, o esporte adaptado é uma ótima ferramenta para pessoas com deficiências, contudo, não pode ser praticado de qualquer maneira.

Antes de iniciar a prática, é importante passar por uma avaliação médica, verificando as condições cardiovasculares, respiratórias, circulatórias, fisicomotoras e eventuais riscos decorrentes da prática esportiva. Lembrando que os esportes exigem muito fisicamente. Por isso, é necessário saber se o organismo está preparado para esta prática.

Também é necessário avaliar se a compatibilidade entre a atividade desejada e a deficiência apresentada pela pessoa, sendo indispensável o acompanhamento de um profissional qualificado durante a prática dos exercícios.

Uma vez tomados todos os cuidados e com as devidas liberações médicas, não há o que temer. Por meio dos benefícios trazidos pelo esporte, a pessoa com deficiência vai poder viver a vida com muito mais qualidade e propósito em suas ações, mostrando também que as diferenças não são motivos para limitar as realizações pessoais de cada indivíduo.

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Dúvidas e Comentários

Espaço para que você possa deixar suas dúvidas e comentários, que serão respondidas pelos nossos Especialistas.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Ansiedade Noturna: Psicólogo ensina estratégias para lidar com preocupações durante o sono

Descubra os sinais, origens e métodos para lidar com esse desafio

Leia mais

SBACV alerta para aumento expressivo de trombose venosa no Brasil e responde se há correlação com a vacinação de COVID-19

Sociedade reforça importância de campanhas de conscientização no país

Leia mais

Revolução silenciosa: 38% dos afastamentos nas empresas são por motivos relacionados à saúde mental

O aumento significativo é atribuído a vários fatores, incluindo o impacto contínuo da pandemia e mudanças rápidas no ambiente de trabalho

Leia mais