Esporte e Atividades Físicas

Compressa Gelada ou Quente? Quando usar

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Quando nos machucamos uma parte do corpo ou sentimos dores como dor de cabeça, cólicas ou afins, muitas vezes optamos pela utilização de uma compressa para ajudar a aliviá-la. Mas você sabe qual é a compressa certa para cada tipo de dor?

Uma das soluções caseiras mais populares quando alguém sofre alguma espécie de lesão enquanto pratica algum esporte, é o hábito de colocar uma compressa quente ou gelada no local onde aconteceu a contusão.

As compressas, independentemente da temperatura, são aplicadas como parte do processo de recuperação para diferentes tipos de lesões. Ambas atuam de maneiras diferentes e precisam ser usadas nas situações corretas para que você tenha reabilitação da maneira mais adequada possível.

Por meio deste artigo, você poderá entender a diferença entre a compressa gelada e a quente. Além disso, você saberá quais serão os momentos mais adequados para usar uma ou outra, fora a maneira correta de como utilizá-las.

Acompanhe a leitura do artigo!

O que são compressas e por que elas ajudam em lesões?

Antes de conhecer as diferenças entre compressas quentes e geladas, vale a pena saber porque esses itens ajudam no tratamento de lesões. As compressas são materiais aplicados diretamente sobre a pele para tratar contusões, dores, inchaço, inflamação e infecções.

Elas podem ser feitas de diferentes materiais, como pano, gel, bolsas de água quente ou fria, ou até mesmo alimentos. Inclusive, além de uma solução caseira, é comum que elas façam parte de recomendações médicas.

Qual é a diferença entre compressa gelada e quente?

Agora que você sabe mais sobre o que são compressas, é importante compreender as diferenças entre compressas frias e geladas. Além da distinção de temperatura, elas possuem outros contrastes entre si.

Confira as principais diferenças!

Compressa gelada

A compressa gelada é recomendada para as pessoas que sofreram quedas, pancadas ou lesões nas articulações, como uma torção de tornozelo em partida de futebol.

É importante que a compressa seja colocada nas primeiras 48 horas após a contusão, para que assim o período de recuperação ocorra da melhor forma possível.

A compressa gelada é usada neste tipo de trauma porque a baixa temperatura irá ajudar a tratar prováveis rompimentos de vasos sanguíneos.

Quando colocada no local da contusão, ela causará espasmos e contrações, reduzindo o fluxo de líquidos para a área machucada. Isso faz com que edemas, inchaços, vermelhidão e hematomas sejam evitados.

Compressa quente

A compressa quente é muito utilizada em casos de infecções, principalmente naqueles em que há formação de pus, como furúnculo e terçol. A alta temperatura da compressa irá ajudar a aumentar o fluxo sanguíneo, agindo como um processo anti-inflamatório. Ela impedirá o intenso recolhimento dos líquidos nos vasos sanguíneos, que vazaram e se acumularam na região do trauma.

Além do mais, a compressa quente possui ações nas musculaturas. Com seu calor, ela pode gerar um relaxamento muscular, produzindo um efeito analgésico em casos de dores, como torcicolo. Ainda pode ajudar na avaliação de dores comuns, dor de dente e cólicas abdominais, por exemplo.

Compressa Gelada ou Quente Quando usar

Para que serve a compressa gelada?

As compressas geladas possuem diversas serventias. Entenda detalhadamente elas a seguir!

Diminuição de inchaço

Quando usada imediatamente após a lesão, a compressa gelada pode contribuir para a diminuição do inchaço no local machucado. Contudo, dependendo da gravidade da contusão, a compressa não irá tirar todo o inchaço.  Por isso, é importante o acompanhamento de um profissional.

Diminuição da dor

A utilização de compressas geladas também ajuda na diminuição da dor na lesão, uma vez que ela gera um efeito analgésico. Por isso, ela faz que a pessoa contundida sinta menos incomodo no local machucado.

Previne hematomas

Uma vez que os hematomas são o acúmulo de sangue fora dos vasos sanguíneos, a baixa temperatura das compressas de gelo irá gerar espasmos e contrações desses vasos. Isso faz com que o fluxo de sangue fora deles diminua.

Preserva o movimento de amplitude

O uso de compressas geladas em articulações lesionadas ajuda a preservar seus movimentos de amplitude — ou seja, sua mobilidade. Com a baixa temperatura, ela previne a criação de edema, que possibilitaria uma piora nos movimentos das articulações machucadas.

Para que serve a compressa quente?

As compressas quentes também têm diversas utilidades. Confira as principais delas a seguir!

Minimizar hematomas e edemas

Assim como as geladas, as compressas quentes também ajudam com hematomas e edemas. No entanto, as compressas quentes reduzem aqueles que não foram prevenidos corretamente com as compressas geladas.

Relaxamento muscular

A utilização de compressas quentes colabora no relaxamento de músculos, visto que a alta temperatura dilata os vasos sanguíneos, otimizando a circulação do sangue.

Isso faz com que a tensão corporal seja suavizada e a fadiga muscular, seja reduzida. Desse modo, ela acaba sendo importante para dores como torcicolo e cãibra.

Situações infecciosas

As compressas quentes ainda ajudam a combater infecções. A temperatura elevada aumenta o fluxo sanguíneo, fazendo com que inflamações e infecções sejam suavizadas. A utilização das compressas são recomendadas, principalmente, em formações com pus.

Qual é a temperatura ideal para evitar queimaduras?

Uma dúvida comum nas pessoas, tanto usando compressa quente quanto gelada, é quanto à temperatura ideal. Afinal, é de conhecimento popular que o frio intenso também pode gerar lesões similares às queimaduras na pele

Entretanto, não há como afirmar a temperatura exata para cada compressa. Porém, em relação a quente, é importante que você não deixe a água esquentando por muito tempo para não correr o risco de usar uma fervendo.

Além disso, é necessário que você  use um pano ou uma toalha de rosto para proteger o local. Assim, você evita o contado direto com a sua pele, podendo amenizar eventuais efeitos negativos.

Já no caso da compressa gelada, a temperatura de um congelador ou de um freezer será mais que o suficiente. Porém, também é importante usar uma proteção por cima do local da contusão.

Para quais situações é necessário o uso da compressa?

Usar uma compressa quente ou gelada varia dependendo da situação. Para você saber qual usar, separamos detalhadamente.

A compressa gelada é, frequentemente, usada:

  • em lesões musculares;
  • após quedas;
  • após pancadas;
  • em lesões nas articulações;
  • na tendinite;
  • em torções;
  • na dor de dente;
  • na enxaqueca;
  • na hemorroida.

Por sua vez, a compressa quente é mais estratégica:

  • em hematomas;
  • em dores musculares;
  • feridas com pus;
  • feridas com infecções;
  • cólicas menstruais;
  • no torcicolo.

Como fazer compressa gelada e quente?

Uma compressa quente pode ser preparada da maneira mais simples, que é esquentar água, não ao ponto de escaldante, e colocá-la em uma bolsa térmica. Ela é normalmente vendida em farmácias ou lojas de varejo.

Porém, também é possível fazer uma compressa quente com uma meia e grãos. Para isso, você pode escolher um tipo de grão, como arroz, feijão ou aveia crua, e encher até mais da metade de uma meia soquete. Logo depois, feche a abertura e esquente no máximo por 40 segundos.

Ao término desse tempo, a compressa estará pronta para ser utilizada. Lembre-se de usar sempre com um pano ou toalha de rosto por cima do local que você irá colocar, para que assim não possa queimá-la.

Já no caso de uma compressa gelada, é possível comprar algumas já prontas e deixá-las no congelador da geladeira para quando precisar. No entanto, também é possível fazer com um saco cheio de gelo.

É Importante deixar claro que o tempo máximo para fazer cada compressa é de 15 a 20 minutos, pois, será o tempo máximo que elas irão gerar efeito.

Neste conteúdo, você entendeu mais sobre as características e as diferenças entre compressa fria e gelada. Assim, agora é mais fácil escolher a ideal para as situações cotidianas.

Veja também: 5 dicas para correr a sua primeira meia maratona

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Dúvidas e Comentários

Espaço para que você possa deixar suas dúvidas e comentários, que serão respondidas pelos nossos Especialistas.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

40 anos? Entenda a importância da musculação para transformar o corpo

Especialista explica como a prática de exercícios físicos é importante para a mulher 40+

Leia mais

Reaplicar protetor solar sem estragar a maquiagem: dicas essenciais para manter proteção

Entenda como manter a maquiagem sem abrir mão da proteção

Leia mais

Poros dilatados: Quais são as causas e como reduzi-los?

Especialista em beleza e saúde da pele esclarece as principais dúvidas sobre poros abertos

Leia mais