Movimento

É possível aprender a dançar de forma online?

Escrito por:Redação SO.U + Bem Estar |

Ao longo dos últimos anos, o ambiente doméstico passou a desempenhar um papel ainda mais ativo no cotidiano. Nesse cenário, além de trabalhar, muitas pessoas puderam investir em atividades complementares, como aprender a dançar.

Afinal, com a internet o acesso a esses tutoriais fica cada vez mais fácil. Além disso, hoje temos aulas online que são gratuitas, aplicativos pagos, redes sociais de professores de dança. Tudo está ao alcance de um clique.

Mas, afinal de contas, é possível aprender a dançar online? A resposta para essa pergunta você encontrará neste artigo! Assim, o professor Fábio Reis* poderá tirar suas principais dúvidas. Acompanhe!

É possível aprender a dançar online?

O uso da dança como uma forma de exercitar em casa é uma prática antiga, que existe desde o tempo das fitas VHS. No entanto, à época o foco era para o ensinamento de exercícios aeróbicos.

Recentemente, as aulas online passaram a ser mais presentes no cotidiano das pessoas. Assim, é comum encontrar aqueles que aprendem uma nova língua, contam com o acompanhamento de um personal trainer, o mesmo aprendem a dançar.

Dessa maneira, o professor Fábio Reis destaca que uma pessoa pode aprender os movimentos com aulas online. “Não só é possível como está se tornando uma opção muito viável começar a aprender a dançar e outras atividades através das plataformas de cursos online”, afirma.

Esse ensinamento à distância encaixa com a realidade de muitos brasileiros e brasileiras pelas facilidades que oferece. Afinal, pode ser mais prático conseguir encaixá-los na rotina.

Isso acontece porque hoje não precisamos fazer deslocamentos desnecessários para desenvolver uma nova habilidade. “Com as aulas online otimizamos nosso dia a dia e conseguimos ter menos stress e mais objetividade”, explica Fábio Reis.

No entanto, é necessário ressaltar que o nível e a velocidade de aprendizagem vai depender da dedicação de cada aluno e do curso escolhido. O mais importante é ter vontade de desenvolver essa prática.

Veja também:Desvendando o Pilates

Como aprender a dançar online?

O primeiro passo para obter sucesso é encontrar a sua aula ou professor que encaixe com as suas expectativas. Ou seja, é um processo bem parecido com o que fazemos antes de contratar aulas presenciais.

Assim, antes de adquirir um pacote ou mesmo iniciar aquele curso gratuito é interessante adquirir uma aula teste. Dessa forma você irá poder verificar os métodos e o ritmo daquele professor.

Além disso, por serem online, essas aulas testes são mais fáceis de encaixar na rotina. Como você não precisará se deslocar, será mais cômodo escolher um horário mais conveniente.

Ademais, com o acesso a internet é possível pesquisar infinitas oportunidades — sejam elas pagas ou gratuitas. Inclusive, de acordo com o professor Fábio Reis, normalmente são opções mais baratas do que as presenciais.

“Para conseguir instruções apropriadas basta entrar no Google, YouTube, Instagram e etc e stalkear a escola ou professor que lhe interessa, ler depoimentos de alunos e assistir aulas gratuitas antes de pagar o curso”, ressalta ele.

Quais benefícios essa prática pode trazer?

“Os benefícios são os mesmo que no presencial, somado a economia de tempo, dinheiro, autonomia para escolher em qual local você irá fazer as aulas que, normalmente, são no conforto da sua própria casa”, diz Fábio Reis.

Outro benefício apontado é a pouca exposição. Nas aulas presenciais e em grupo temos que aprender as movimentações na frente de uma classe inteira e, para muitos, esse é um fator determinante para desistir da aula. Com o ensino online não existe exposição.

Conforme citado anteriormente pelo especialista, a autonomia também é um dos fatores determinantes para escolher aulas que encaixem na nossa rotina diária. Nesse formato você decide o horário, dia e a frequência que deverá executar o exercício.

Porém, pode ser preciso ter um maior comprometimento com as aulas. “Como o professor não está ali presencialmente te corrigindo, precisamos prestar mais atenção em nós mesmos aumentando nossa propriocepção e o autoconhecimento”, contextualiza.

Veja também: Faz o que tu queres! A importância dos hobbies

Quais são as danças mais indicadas para iniciantes?

Existem milhares de tipos de dança no mundo — cada um com suas próprias características. Assim, não existe uma que seja mais indicada para os iniciantes. Dessa maneira, é preciso encontrar a melhor solução para você.

Nesse sentido, para auxiliar nessa percepção, é possível responder às seguintes perguntas:

  • Qual estilo de música você prefere?;
  • Qual é o tipo de dança que te chama atenção?;
  • A sua personalidade é clássica ou contemporânea?;
  • O que você quer expressar por meio da dança? ;
  • Busca esse aprendizado como alternativa para fazer exercícios físicos?

A verdade é que existem danças para todos os estilos de pessoas, você só precisa encontrar o seu. Como ele precisa encaixar com os seus objetivos, as perguntas acima podem te auxiliar nessa descoberta.

Posso aprender a dançar sozinho ou é indicado que tenha um parceiro?

Essa é uma pergunta que é comum para os professores de dança online. “Mesmo nas danças que são realizadas a dois você pode aprender sozinho. Para dançar bem a dois você primeiro precisa estar bem resolvido com si mesmo”, afirma o professor.

Dentro desse contexto, até para danças que sejam para duas pessoas é importante que a base seja feita individualmente. Dessa forma, quando chegar a hora de dançar com um par você não terá muitas dificuldades pois aprendeu os movimentos básicos sozinho.

Inclusive essa prática é executada até em aulas presenciais. “Em minhas aulas presenciais, os exercícios e movimentos são feitos sozinhos e só após os alunos entenderem bem o que está sendo ensinado é que junto os pares”, pontua Fábio Reis.

Veja também: A dança como tratamento

Aprender online é mais difícil do que presencial?

As dificuldades presentes no ensino à distância estão, em sua maioria, relacionadas com a disciplina do aluno. Afinal, para qualquer aprendizado é necessário dedicação e compromisso.

Ter foco em um ambiente como a nossa casa pode ser mais desafiador porque existem muitos elementos que podem tirar a atenção, como: TV, celular, família, entre outros.

Mas o fator que pode motivar a realização da atividade é a falta de exposição ao público. O medo de se expor pode ser um fator que cause insegurança e, muitas vezes, é determinante para a desistência do aluno.

Mesmo que as aulas presenciais tenham vantagens como o contato direto com alunos e professores, o ensino à distância tem se provado eficaz.

“As aulas online vieram para ficar e pode ser uma ótima solução para todos começarem a dar os primeiros passos investindo menos tempo e dinheiro que numa aula presencial. Permite-se. Dançar é para todos, só basta querer aprender!”, finaliza Fábio Reis.

*Fábio Reis Professor de Forró Online em Português e Inglês| | https://linktr.ee/fabioreisforro | @fabioreisforro | @paudeararapodcast

Sobre o autor

Portal de Notícias sobre esporte, saúde, e bem-estar. Uma fonte de Informações a partir de pesquisas científicas nas áreas de ortopedia, medicina esportiva, fisioterapia e tratamentos coadjuvantes.

Dúvidas e Comentários

Espaço para que você possa deixar suas dúvidas e comentários, que serão respondidas pelos nossos Especialistas.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Artroscopia de Quadril: entenda o que a técnica cirúrgica pode tratar

Neste artigo, o Dr. Leandro Ejnisman, especialista em ortopedia e traumatologia, esclarece as principais dúvidas a respeito desse método inovador

Leia mais

Os benefícios da prática de natação pós Covid-19

A Dra. Giovanna Sperandio discorre a respeito desse assunto

Leia mais

Maio Amarelo: prevenção é a palavra-chave

Os médicos ortopedistas Dr. Pedro Baches Jorge e Dr. Bruno Takasaki Lee falam a respeito da prevenção de lesões causadas por má-postura ao volante

Leia mais